Fonte: OpenWeather

    Violência contra a mulher


    Indígena do AM é morta ao lado dos filhos no dia do aniversário em SC

    O marido da vítima, principal suspeito, foi preso um dia após ter cometido o crime. Já o corpo da mulher será sepultado no Amazonas

     

    A vítima foi assassinada horas após comemorar o aniversário de 30 anos
    A vítima foi assassinada horas após comemorar o aniversário de 30 anos | Foto: Reprodução

    Nem a presença dos filhos pequenos, nos cômodos ao lado, impediu Samoel Rech de assassinar a própria esposa, a indígena amazonense Telma Gervásio Dias, horas depois dela ter comemorado o aniversário de 30 anos. O corpo da vítima foi encontrado na madrugada da última segunda-feira (11), com uma perfuração no peito, na suíte da casa onde a família morava, em São Miguel do Oeste, interior de Santa Catarina.

      Segundo as autoridades locais, o suspeito ligou para algumas pessoas próximas, instantes após praticar o crime, e avisou que havia assassinado a mulher. Em seguida, ele fugiu, mas foi capturado pela polícia na última terça (11).  

    No momento em que Telma foi encontrada morta, por agentes da Polícia Militar (PM), o filho mais velho da amazonense, de 8 anos, dormia em um dos quartos ao lado, e a filha mais nova, de apenas 3 anos, fruto do relacionamento com Samoel, estava deitada em um berço, na sala do imóvel. A indígena estava na cama do casal, com o celular na mão. 

     

    Ser cozinheira era o maior sonho da amazonense
    Ser cozinheira era o maior sonho da amazonense | Foto: Reprodução

    Nascida no município de Santa Isabel do Rio Negro, a 631 quilômetros de Manaus, Telma Dias começou a se relacionar com Samoel em meados de 2015, depois que ela viajou para o Sul do país, para cursar gastronomia, em uma faculdade Santa Catarina.

    Últimos momentos de vida

    Em um vídeo publicado em seu perfil Facebook, horas antes de ser morta, Telma agradece às mensagens de aniversário e pede que os seus amigos se cuidem durante a pandemia causada pela Covid-19.

    "Eu só peço um alerta a vocês: se cuidem contra a Covid-19, porque não é brincadeira. Usem máscara e álcool em gel", disse ela.

    Confira:

    Capa do Vídeo
    | Autor: Divulgação
     

    Relacionamento marcado por brigas

    De acordo com o depoimento de familiares da vítima à polícia, o relacionamento entre Samoel e Telma estava sendo marcado por desentendimentos. Os parentes da amazonense também afirmaram que já haviam aconselhado a vítima a se separar do suspeito.

     

    O casal estava junto desde 2015
    O casal estava junto desde 2015 | Foto: Reprodução

    A guarda provisória dos dois filhos de Telma está com a família que reside em Manaus. O corpo de Telma Gervásio Dias, deverá chegar nesta quinta-feira (13) ao Amazonas, onde será sepultado.

    Conforme as autoridades, a vítima já havia solicitado, em outra ocasião, uma medida protetiva de urgência. Entretanto, o pedido foi retirado por ela, depois que a indígena fez as pazes com o marido.

    Prisão

    Samoel Rech foi preso, pela Polícia Civil, em São Miguel do Oeste, na região Oeste catarinense, na noite de terça-feira (11). Ele estava escondido na casa dos pais.

    O homem responderá por feminicídio, e foi encaminhado à Unidade Prisional de São Miguel do Oeste.

    Leia mais

    Suspeito de matar e atear fogo no corpo de ex-companheira é preso

    Mulher é morta a facadas e tem corpo queimado pelo marido em Manaus

    PM é preso após tentar matar ex-mulher na frente dos filhos em Manaus



    Comentários