Fonte: OpenWeather

    Encontro de cadáver


    Ossada de garota desaparecida é achada em cemitério clandestino

    Gisele Vitória, de 17 anos, foi vista pela última vez sob a mira de uma arma, por meio de uma foto

     

    As escavações tiveram início no último sábado (22)
    As escavações tiveram início no último sábado (22) | Foto: Divulgação

    No Piauí, a polícia trabalha para identificar se uma ossada humana, que foi encontrada em um cemitério clandestino, pertence a adolescente Gisele Vitória, de 17 anos, desaparecida há dois meses. Com a descoberta, a família da garota está abalada.

    As escavações tiveram início no último sábado (22), onde, supostamente, se encontram três corpos enterrados de vítimas de uma facção criminosa.

    Últimas imagens

    Gisele foi vista pela última vez sob a mira de uma arma, por meio de uma foto. A garota teria afirmado a mãe que corria risco de morte e que vinha sofrendo diversas ameaças, sem apontar o autor. Um exame de DNA na ossada foi pedido pela polícia para confirmar se o material pertence a adolescente. Vale lembras que a ossada estava coberta por roupas iguais às que Gisele estaria usando, quando desapareceu no dia 07 de março. Fotos da cova onde ela seria enterrada após o crime foram enviadas à família. 

    Antes foi a "Viúva Negra"

    Antes de Gisele, em abril, Valdirene de Jesus Melo, conhecida como “Viúva Negra”, foi morta com um tiro na cabeça e a polícia conseguiu chegar ao mesmo local onde a suposta ossada de Gisele foi achada e impedir que corpo de Valdirene fosse enterrado pelos suspeitos do crime. 

    Leia mais: 

    Corpo de homem é achado amarrado e com marcas de tortura em Manaus

    Empresário é executado após deixar filha no trabalho na Cachoeirinha

    Homem é assassinado após discussão sobre sexo

    Comentários