Fonte: OpenWeather

    Lázaro


    Caso Lázaro: polícia acredita que serial killer tenha fugido por rio

    Equipes empenhadas na busca pelo criminoso vasculham local a 20 km do perímetro de buscas que o criminoso não domina

     

    As equipes que atuam na área residencial de Águas Bonitas conta com o apoio de cães farejadores
    As equipes que atuam na área residencial de Águas Bonitas conta com o apoio de cães farejadores | Foto: Reprodução

    No 14º dia de buscas por Lázaro Barbosa, o homem conhecido como "serial killer do DF", equipes da polícia de Goiás fazem buscas em uma área residencial de Águas Bonitas, no município de Águas Lindas de Goiás e também em uma região de mata entre Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto que não seria de domínio dele. As informações são da Record TV.

    As equipes que atuam na área residencial de Águas Bonitas conta com o apoio de cães farejadores na procura pelo criminoso. O grupo chegou ao local por uma área de mata, que conecta o local à cidade de Girassol, onde fica a base da polícia em uma escola municipal. O clima é de tensão na região.

    De acordo com informações da Record TV, Lázaro está com um celular, entrou em contato com a família e diz que conta com a ajuda de comparsas. 

    As equipes que trabalham na região entre Águas Lindas e Santo Antônio acreditam que Lázaro tenha fugido pelo rio dos Macacos e depois pelo rio da Areia para chegar em uma área a cerca de 20 km do perímetros de buscas da polícia.

    *Com informações da Assessoria

    Leia Mais

    Mesmo longe, Lázaro mexe com imaginário e gera medo em amazonenses

    Juíza nega pedido da Defensoria para que Lázaro fique em cela separada

    Comentários