Fonte: OpenWeather

    Condenação


    Veja o que ocorreu a homem que matou parentes para salvá-las da Covid

    Ele esfaqueou a esposa e duas cunhadas

     A decisão ocorreu em um tribunal em Wisconsin, nos Estados Unidos
    A decisão ocorreu em um tribunal em Wisconsin, nos Estados Unidos | Foto: divulgação


    Um homem acusado de esfaquear a mulher e as cunhadas, matando a parceira e uma das irmãs dela, por estar "obcecado com o coronavírus", foi condenado e teve sentença aplicada nesta segunda-feira (14). A decisão ocorreu em um tribunal em Wisconsin, nos Estados Unidos, e determinou que Adam Roth, de 36 anos, passará o resto da vida internado em uma instituição psiquiátrica.

    A condenação estipulou que ele sirva 60 anos internado em âmbito institucional, somados a dois "compromissos vitalícios" que ele deve cumprir, de acordo com o site JS Online. O condenado ficou também 279 dias em custódia até sair a sentença.

    Durante a audiência de condenação, o subprocurador distrital da Comarca de Waukesha, Ted Szczupakiewicz, pediu "cuidados institucionais em vez de liberdade condicional", de acordo com o site da Fox News.

    "Há evidências claras e convincentes de que se Roth fosse libertado condicionalmente, ele representaria um risco significativo [para a sociedade]", disse Ted. "E isso não é um risco, neste ponto, que qualquer um esperaria que o tribunal assumisse."

    Comentários