Fonte: OpenWeather

    Disputa


    Briga entre facções: Comando Vermelho ameaça FDN com funk no Amazonas

    URGENTE! O funk faz ameaças a integrantes da facção criminosa Família do Norte. Ouça a música!

    FDN e CV eram aliadas há anos e juntas dominavam o tráfico de drogas em boa parte do país | Foto: Divulgação

    Manaus - A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) teve acesso a um funk que mostra o racha entre as facções criminosas Família do Norte (FDN) e o Comando Vermelho (CV), no Amazonas. A letra da música faz referências ao fundador da FDN, o narcotraficante Gelson Carnaúba, o "Mano G", preso na unidade federal de Catanduvas, no Paraná, e que agora pertence ao Comando Vermelho.

    As facções eram aliadas há anos e juntas dominavam o tráfico de drogas em boa parte do país, mas após um atrito entre os chefes da FDN, o grupo se dividiu, iniciando uma briga por território em Manaus. 

    "Pega a visão aí/ Pega a visão aí/ Família de Manaus, Amazonas, tudo é CV/ Tropa do Mano G/ Tropa do general/ Forte abraço ao professor Caio do 40 e para todos os irmãos que estão no dia a dia/ O estatuto do Amazonas agora é tudo CV", diz um trecho do funk.

    Leia também: A casa caiu: Bruno 'Gringo' chefe do tráfico no igarapé do 40 é preso

    A música faz ameaças aos integrantes da FDN, mostrando que os chefões da facção, João Pinto Carioca, o " João Branco"; José Roberto Fernandes, o" Zé Roberto da Compensa"; e Gelson Carnaúba romperam a sociedade de vez.

    "Tropa do CV no estilo Talibã/ E se tentar contra nós vai entrar na bala/ Nós apertamos firme nos potência máxima/ JB, Cd e Dote vão morar para sempre no seguro da federal", diz outro trecho do funk, se referindo a "João Branco"; Erick Leal Simões, o"Cd"; e Jocicley Braga de Moura, conhecido como "Dote", todos integrantes da FDN e presos em presídios federais.

    Divulgação

    Tio Patinhas

    O Funk faz uma "homenagem" aos traficantes do Comando Vermelho mortos nas favelas do Rio de Janeiro. A música também faz referências ao traficante Clemilson dos Santos Farias, o"Tio Patinhas", considerado o braço direito de Gelson Carnaúba.

    "Tio Patinhas" é responsável pelo comando do tráfico de drogas no bairro Mutirão, na Zona Norte de Manaus, onde nos últimos dias vem ocorrendo uma série de homicídios. No início do mês de abril desde ano, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), apreendeu durante a operação "Banzeiro" uma metralhadora ponto 30, de uso exclusivo da Forças Armadas, que, segundo as investigações, pertencia ao traficante.

    "Alô Tio Patinhas, senhor da guerra, pesadão de ponto 30, que mete bala e está exterminando os potências máximas/ Pegou a visão, pegou a visão, vai entrar na bala Marquinhos Cabeludo do Mutirão", diz outro trecho da música, fazendo ameaças explicitas ao traficante "Marquinhos Cabeludo", que também atua no bairro do Mutirão.

    Divulgação

    Em outro trecho do funk, é citado alguns bairros de Manaus que são dominados pelo Comando Vermelho. "Shangrilá, bairro da União, Parque Dez e Eldorado é tudo CV".

    De acordo com o delegado Guilherme Torres, titular do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), em áudios e em músicas como essa, é possível analisar como está o racha entre as facções.  Segundo o delegado, as mortes ocorridas em Manaus, mas precisamente, no bairro Mutirão são o reflexo dessa disputa entre o Comando Vermelho e a FDN. 

    "Houve um racha entre eles. João Branco e Zé Roberto ficaram na FDN e o Gelson Carnaúba migrou para o Comando Vermelho. O Tio Patinhas e o Mano Caio recebem ordens do Gelson Carnaúba. Já o Zé Roberto e o João Branco têm várias lideranças na cidade. Essas mortes são um reflexo da briga por território", disse o delegado. 

    Carnaúba é considerado um criminoso de alta periculosidade. Ele foi condenado a mais de 100 anos de prisão, por comandar uma chacina no Sistema Prisional do Amazonas, no dia 25 de maio de 2002.

    Ouça o funk: 

    | Autor:

    Leia mais: 

    'João Branco' é condenado a mais de 30 anos por morte de Oscar Cardoso

    PC adota 'lei da mordaça' sobre investigação da chacina na Compensa

    Peruano que mandou matar traficante integra quadrilha presa em Manaus

    Comentários