Fonte: OpenWeather

    Assalto


    Assaltante de ônibus baleado na cabeça morre no hospital João Lúcio

    Segundo funcionários da empresa Eucatur, um policial à paisana reagiu ao assalto e atirou no assaltante. Os outros comparsas conseguiram fugir

    O jovem foi levado às pressas para o HPS João Lúcio, mas morreu horas depois | Foto: Divulgação

    Manaus - Morreu, neste sábado (19), o jovem Edinelson Araújo Gomes, de 18 anos, que havia sido baleado na cabeça durante um assalto a um ônibus da linha 560, da empresa Eucatur, que presta serviços de transporte público em Manaus. Segundo a irmã do baleado, que preferiu não se identificar, Edinelson participava do roubo, junto com comparsas, quando foi ferido por disparo de arma de fogo de fabricação caseira, na noite desta sexta-feira (18). 

    O jovem foi levado às pressas, por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio, na Zona Leste da cidade, ainda na noite de ontem. Em estado grave, ele foi entubado, mas não resistiu e morreu na manhã de hoje. 

    Conforme informações da assessoria da empresa de ônibus, os funcionários do coletivo disseram que um policial à paisana teria flagrado a ação dos criminosos dentro do coletivo, reagiu sacando a arma e disparando contra o bando. Um dos tiros acertou a cabeça de Edinelson, que ficou caído sobre o chão do veículo à espera de socorro. 

    Leia tambémPM de folga frustra roubo no Centro de Manaus e prende assaltante

    Além da cabeça, o baleado ainda ficou ferido no tórax, conforme revelou a irmão dele, que preferiu não ser identificada. A mulher confessou ao Em Tempo que sabia que o irmão era envolvido em assaltos, porém disse não saber que ele participaria do roubo ao coletivo. 

    O assalto ocorreu na noite desta sexta-feira (18)
    O assalto ocorreu na noite desta sexta-feira (18) | Foto: Divulgação

    O Em Tempo não obteve informações a respeito da localização do roubo e não houve divulgação de informações por parte da polícia até a publicação desta matéria. Não há informações sobre o paradeiro dos comparsas de Edinelson, que conseguiram fugir sem serem identificados. 

    Assaltos 

    A linha escolhida para o assalto é uma das mais cobiçadas por assaltantes de coletivos. Até outubro de 2017, foram contabilizadas 200 ocorrências de assalto em ônibus da linha 560. Passageiros comentam entre si que o medo é constante em quem usa o ônibus para ir para casa ou trabalho. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Motorista e passageiro ficam feridos no assalto a linha 443, em Manaus

    Trio assalta ônibus, fere dois passageiros e rouba celulares em Manaus

    Troca de tiros na Cidade Nova resulta na prisão de três assaltantes

    Comentários