Fonte: OpenWeather

    Ataques


    Do Piauí, 'Cagão' comandava execuções em Manaus, afirma delegado

    Ataques durante o mês de julho podem ter sido comandados pelo traficante usando soldados 'teleguiados' na capital

    O pistoleiro é considerado braço direito de "Sandrinho" e pode ter sido autor de ataques em Manaus enquanto estava escondido no Piauí
    O pistoleiro é considerado braço direito de "Sandrinho" e pode ter sido autor de ataques em Manaus enquanto estava escondido no Piauí | Foto: Divulgação

    Manaus – “Sabemos que já é uma prática comum de foragidos comandar equipes de matadores a distância. Eles usam redes sociais ou a internet, são os chamados ‘teleguiados’”, destacou Juan Valério, delegado titular do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), nesta sexta-feira (3), quando questionado sobre a prisão do foragido do sistema prisional Alexandre Alves da Silva, vulgo “Cagão”, preso na quinta (2), em Teresina, Piauí, onde estava escondido. 

    Leia também: Traficante investigado por mais de 14 mortes é preso em Manaus

    O delegado também apontou a ligação de “Cagão” com o narcotraficante Alexsandro Oliveira dos Santos, de 32 anos, o “Sandrinho”. “O Cagão é o principal braço direito do ‘Sandrinho’. Juntos eles atuam na Vila da Prata e São Jorge”, disse Valério. 

    A prisão foi feita por equipes do DRCO, da Polícia Civil do Amazonas, a partir das investigações da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), além do apoio da polícia do Piauí. 

    Segundo o delegado, as investigações sobre o paradeiro dos foragidos têm sido intensas, desde a data da fuga dos presidiários, que escaparam em maio por um túnel no Centro de Detenção Provisória Masculino 2, localizado no quilômetro 8 da rodovia federal BR-174. “Nosso trabalho é identificar e recapturar principalmente os cabeças e pistoleiros das facções criminosas que conseguiram escapar”, explicou o delegado. 

    Recompensa

    Alexandre era um dos seis foragidos cuja captura ou fornecimento de informações resultava em uma premiação em dinheiro. Os seis eram responsáveis por promover execuções em Manaus nas últimas semanas. 

    Ainda são procurados os seguintes foragidos: Kaio Wuellington Cardoso dos Santos, de 25 anos, conhecido como "Mano Kaio", Alexsandro Oliveira dos Santos, 29, o "Sandrinho", Johnson Alves Barbosa, 30, o "Playboy", Bruno de Souza Carvalho, 31, o "Bruno Fiel" e Adalberto Salomão Guedes da Silva, 28, o "Salomão".

    Juntos, esses procurados já somam 85 processos por homicídios. Alguns deles (Kaio, Alexsandro, Alexandre, Johnson, e Adalberto) são fugitivos e conseguiram escapar durante a fuga em massa, ocorrida no Centro de Detenção Provisório Masculino 2 (CDPM 2), em maio deste ano.

    Leia mais: 

    Pistoleiro 'Cagão' foragido da Justiça do AM é recapturado no Piauí

    Pistoleiro da FDN matou dez e é preso com renda do tráfico em Manaus

    Cabeças a prêmio: polícia oferece recompensa por matadores de Manaus

    Comentários