Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Assassino de tia e sobrinho diz que matou após negar sexo com rapaz

    Ele informou que matou porque houve um desentendimento entre ele e a vítima porque teria desistido de manter relações sexuais com o rapaz. A idosa foi morta após presenciar o crime.

    Ângelo assassinou tia e sobrinho no dia 3 dezembro deste ano
    Ângelo assassinou tia e sobrinho no dia 3 dezembro deste ano | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - O assassino confesso de uma idosa de 70 anos e do sobrinho dela,  em crime ocorrido no dia 3 de dezembro, no Conjunto Hiléia, na Zona Centro-Oeste de Manaus, foi apresentado na manhã desta segunda-feira.(17),  no prédio da Delegacia Geral, bairro Dom Pedro.

    De acordo com a Polícia, Ângelo Ricardo da Silva Leocádio Júnior foi preso na manhã do último sábado (15), no município de Presidente Figueiredo (distante 127 quilômetros de Manaus de Manaus), após a imagem dele ser divulgada em meios de comunicação, por meio de ordem judicial, expedida pela juíza Roseane do Vale Cavalcante Jacinto. 

    O delegado Orlando Amaral, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que, ao ser preso, Ângelo estava em companhia de outro rapaz, com os mesmos trajes em que ele aparecia em imagens de uma câmera de segurança, nas proximidades do local do crime. Diferente das imagens divulgadas nas redes sociais, o assassino atualmente está com os cabelos tingidos de loiro.

    O crime

     Ângelo foi apontado pela polícia como autor do assassinato da aposentada Arlete Pereira de Araújo, de 70 anos, e do vendedor Alexsandro Matheus Araújo de Lima, de 31 anos, tia e sobrinho, respectivamente. 

    Ângelo estava com a mesma roupa que roubou de uma das vítimas, antes de cometer o crime
    Ângelo estava com a mesma roupa que roubou de uma das vítimas, antes de cometer o crime | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Os corpos das duas vítimas foram encontrados na noite do dia 4 de dezembro deste ano, em dois banheiros da casa, despidos e com as cabeças esmagadas. O crime ocorreu na rua 10, no conjunto Hiléia, bairro Redenção. Ângelo deixou o lugar vestindo as roupas de Alexsandro.

    Do local, também foram levados alguns pertences pessoais das vítimas,  recuperados posteriormente pela Polícia em "bocas de fumo", nos bairros Alvorada e Redenção, ambos na Zona Centro-Oeste. 

    De acordo com a Polícia, Ângelo teria alegado que havia conhecido Alexsandro acerca de uma semana, por meio de uma rede social e que havia marcado um encontro com a vítima, que seria homossexual.

    Ele informou ainda que houve um desentendimento entre ele e a vítima porque teria desistido de manter relações sexuais com Alexsandro e, devido a isso, travaram luta corporal. No momento da briga, a vítima foi jogada ao chão e teria desmaiado, o que o teria levado a matá-lo. A idosa, segundo o assassino, só foi morta porque se deparou com o crime.

    "Alexsandro conheceu Ângelo pelas redes sociais há aproximadamente uma semana. Eles marcaram um encontro no dia 3 de dezembro, na casa da vítima. Após manterem relações sexuais, os dois iniciaram um desentendimento e travaram luta corporal. Ângelo alega que só cometeu o crime após Alexsandro insistir com o sexo", explicou o delegado Orlando Amaral. 

    Alguns dos pertences da vítima, que foram roubados, foi recuperado pela polícia
    Alguns dos pertences da vítima, que foram roubados, foi recuperado pela polícia | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    A irmã de Alexsandro e sobrinha de Arlete, Regiane Araújo de Lima Pinto, de 41 anos, disse que se sente aliviada e espera que a Justiça seja feita. 

    "Quero parabenizar a equipe do delegado Orlando Amaral pelo empenho em solucionar este crime. Sei que a prisão do assassino não trará o meu irmão e minha tia de volta, mas com certeza é um alívio para a família saber que o assassino está preso", comentou. 

    Homicídio

    De acordo com o delegado orlando Amaral o caso é tratado como homicidio. "Estamos tratando o crime como homicídio porque, apesar dele ter levado os pertences da casa, argumentou que apenas levou os objetos para maquiar a cena do crime e dificultar as nossas investigações em torno do caso”, relatou Amaral.  

    Durante apresentação para a imprensa local, o assassino permaneceu em silêncio. Ele foi indiciado por duplo homicídio qualificado e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.

    Regiane Araújo de Lima Pinto, sobrinha da idosa assassinada
    Regiane Araújo de Lima Pinto, sobrinha da idosa assassinada | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Leia mais:

    Vendedor de churrasco é morto a tiros a poucos metros de delegacia

    Trio que vendia salgados feitos com carne humana é condenado

    Preso no AM assassino que esmagou cabeça de idosa e sobrinho no Hiléia

    Comentários