Fonte: OpenWeather

    Investigação


    Bebê de um ano morre em SPA e tios são suspeitos de maus-tratos no AM

    Os tios alegam que o bebê caiu de uma rede, porém a polícia informou que a criança apresentava outros hematomas pelo corpo. A Depca também deve investigar se a vítima sofria abusos sexuais

    Iranduba - Um bebê de um ano e três meses morreu na tarde desta sexta-feira (4), no SPA Joventina Dias, bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. A suspeita é que a criança tenha sido vítima de maus-tratos cometidos pelos tios, que tentavam adotar o menino. O caso ocorreu no Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba. 

    Os responsáveis, que estão sendo investigados pela Polícia Civil, alegaram que a criança passou mal após cair da rede na noite desta quinta-feira (9). O bebê estava na companhia do tio quando ocorreu a fatalidade. "Ele caiu da rede que estava em cima da cama e depois caiu no chão. Hoje quando estava no trabalho minha mulher me ligou falando que estava passando mal", disse o jardineiro, de 42 anos.

    A tia do menino, uma doméstica, de 36 anos, informou que a criança apresentou faltar de ar logo após se alimentar, por volta das 13h. "Eu percebi que ele tava palito e não conseguia respirar. Eu peguei um táxi lotação e trouxe ele para o SPA, mas ele ja estava quase morto", disse a mulher.

    Os tios ainda contaram que estavam em processo de adotação da criança que havia sido deixada pela mãe em um abrigo. Há dois meses a criança estava sob a guarda dos suspeitos. 

    Responsáveis foram conduzidos à Depca
    Responsáveis foram conduzidos à Depca | Foto: Daniel Landazuri

    Após a equipe médica constatar a morte da criança, policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foram acionados pois o bebê apresentava sinais de violência pelo corpo. "A médica achou estranha a versão apresentada pelos responsáveis pois a criança apresentava outros hematomas que não coincidiam com uma queda de rede", disse um sargento da 8ª Cicom, que pediu para ter o nome preservado.

    Investigadores da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca) estiveram na unidade de saúde e conduziram os tios do bebê para a unidade policial onde eles devem ser interrogados. 

    Além dos maus-tratos a Depca deve investigar se a criança também sofria abusos sexuais. O corpo do bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame necroscópico. 

    Leia mais 

    Denúncia: mulher dá à luz no chão de maternidade em Manaus

    Mães de bebês no Instituto da Mulher denunciam falta de profissionais

    Bebê morre ao passar mal e ser levado às pressas para hospital no AM

    Comentários