Fonte: OpenWeather

    Apresentação


    'Matei para defender minha mãe', diz assassino de padrasto

    Felipe chorou durante a apresentação e disse que estava arrependido

    Felipe disse que estava arrependido | Foto: Cristiano Sevalho

    Manaus - Assassino confesso, Felipe Diego Moreira Lopes, de 24 anos, disse matou o padrasto Evilazio Correa dos Santos, 37 anos, para defender a mãe dele.  O crime aconteceu no dia 9 de dezembro do ano passado, na casa da mãe de Diego, localizada na rua José Francisco, bairro Tancredo Neves, zona leste de Manaus. 

     Felipe já estava preso no Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM), por outros crimes, e precisou apenas ser conduzido à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para os procedimentos cabíveis.

    De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, a investigação dava conta de que Felipe Diego e o padrasto tinham constantes desentendimentos e já haviam brigado outras vezes.

    "Felipe não aceitava que a mãe fosse maltratada pelo padrasto. Nesse dia, os dois iniciaram uma discussão. Durante a briga, Diego desferiu diversas terçadadas na vítima. A massa encefálica ficou espalhada na cena do crime", detalhou Martins. 

    Confessou o crime

    Felipe confessou o crime e disse que quando tudo aconteceu estava lúcido e agiu em defesa da mãe. "Minha mãe não queria e nem tinha mais nada com ele. Mas ele vivia atrás dela e nesse dia foi com um terçado para matar ela, eu não ia permitir. Tomei o terçado dele e começamos a brigar", detalhou Felipe. 

    Arrependido 

    O autor chorou durante a apresentação e disse que está arrependido do crime. "Eu não queria que acontecesse isso, mas quando vi ele ameaçando minha mãe eu fiquei apavorado", relatou.

    Quanto aos crimes antecedentes, Felipe não quis dar detalhes para a imprensa. O autor será novamente conduzido ao CDMP, onde vai aguardar julgamento pelo assassinato do padrasto.

    Leia mais: 

    Vídeo: PM flagra assalto e surpreende criminoso em Manaus

    Flagra: professor assedia aluna e continua a dar aulas em Manaus

    'Boyzinho' é preso suspeito de matar travesti estrangulada no AM

    Comentários