Fonte: OpenWeather

    Crime


    ‘Matei para não morrer’, diz homem que assassinou irmão em Manaus

    André Pena Rodrigues é suspeito de espancar seu próprio irmão até a morte por temer que ele cometesse algum crime contra ele e outros membros da família

    André Pena Rodrigues, de 29 anos, acusado de espancar o próprio irmão dele, Augusto Pena Rodrigues, que tinha 33 anos, até a morte, foi preso no dia 22 de abril | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus -  André Pena Rodrigues, de 29 anos, acusado de espancar até a morte o próprio irmão dele, Augusto Pena Rodrigues, que tinha 33 anos, foi preso no dia 22 de abril. O suspeito foi apresentado na tarde desta segunda-feira (29), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste de Manaus. À imprensa, o jovem contou que cometeu o crime em legítima defesa. 

    “O Augusto era um vagabundo, ele costumava chegar em casa drogado, quebrava as coisas e depois mandava vender os objetos. Ele também ameaçava de morte todos da família, até nossos pais. Eu estava cansando disso tudo e tinha medo dele me matar quando estava drogado”, disse o suspeito, que ainda comentou estar arrependido de cometer o crime. 

    O crime aconteceu na madrugada do dia 26 de junho de 2013, na rua São Francisco, bairro Cidade de Deus, Zona Norte da capital. O titular da DEHS, delegado Paulo Martins, explicou que André chegou a ficar preso após o assassinato, mas para não ser condenado pela Justiça, ele fugiu quando cumpria a pena em liberdade condicional. 

    “Ele ficou alguns anos escondido no Careiro da Várzea, onde trabalhava na Zona Rural. Quando voltou para a capital, nós recebemos a denúncia que ele estava na casa de um irmão. Fomos ao local e o acusado se apresentou com um nome falso, mas já sabíamos quem era ele. Depois, ele acabou se entregando”, informou Martins. 

    André foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Mauro Moraes Antony da 3ª Vara do Júri. Ele foi capturado na rua Omar Aziz, conjunto Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus. 

    O suspeito foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

    Leia Mais

    'Nhonho' é preso suspeito de matar homem a pauladas em Parintins

    Motorista de aplicativo desaparece após sair de casa para caminhar, em Manaus 

    Preso homem que agredia vítimas após marcar encontro por app de namoro




    Comentários