Fonte: OpenWeather

    ESTUPRO


    Padrasto é preso por estuprar enteada de 15 anos em Manaus

    O caso foi descoberto após uma denúncia anônima e a vítima revelou sofrer os abusos sexuais seguidos de agressões desde os 14 anos

    O homem afirmou que a adolescente concedia o ato sexual | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo
    O homem afirmou que a adolescente concedia o ato sexual
    O homem afirmou que a adolescente concedia o ato sexual | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    Manaus - Um sucateiro de 25 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (2), acusado de estuprar a própria enteada, uma adolescente de 15 anos. Os estupros, conforme apurou a polícia, eram cometidos sempre na ausência da companheira e mãe da vítima, em uma casa no bairro Alvorada 3, na Zona Centro-Oeste de Manaus. À polícia, o homem afirmou que a adolescente concedia o ato sexual. 

    O homem foi apresentado à imprensa por volta das 11h de hoje, no prédio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), no bairro Planalto, também na Zona Centro-Oeste da capital. Ele foi preso na casa da mãe, no bairro Alvorada. 

    A ordem judicial por estupro foi expedida no dia 28 de abril deste ano, pelo juiz Julião Lemos Sobral Júnior, no Plantão Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam). 

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, o crime de estupro foi descoberto após uma denúncia anônima feita ao número 100 no dia 16 de abril deste ano, o disque-denúncia do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. 

    "A denúncia anônima informou que essa adolescente estava sendo violentada sexualmente pelo padrasto em âmbito familiar, e que os abusos continuavam pelo fato do homem ser muito violento e a vítima tinha muito medo. A própria direção da escola percebeu o comportamento estranho e que o homem cercava a escola e ameaçava a adolescente. Por conta disso, a jovem está ausente do ano letivo", disse. 

    O homem foi preso na casa da mãe
    O homem foi preso na casa da mãe | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    Em depoimento, a adolescente confessou que era estuprada desde os 14 anos e agredida pelo padrasto, motivado por ciúmes excessivos que ele tinha dela, perceptivo pelos vizinhos e educadores. A vítima relatou, ainda, que não tinha contado nada para mãe de 34 anos por medo das ameaças do padrasto. 

    A delegada Joyce Coelho informou, ainda, que a adolescente tem mais oito irmãos, sendo três frutos do relacionamento da mãe com o padrasto. A criança mais nova tem apenas um mês de vida. “Ele admitiu que mantinha relação com a adolescente, mas que os atos sexuais eram concedidos pela enteada”. 

    O homem foi indiciado por estupro. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174, onde ficará à disposição da Justiça. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Comentários