Fonte: OpenWeather

    Criminalidade


    Assaltantes invadem lanche no São Jorge e levam dinheiro e celulares

    Segundo a polícia, um dos funcionários passou informações aos assaltantes e teria planejado o crime porque estava sendo ameaçado de morte

    Lanche do Castelo está localizado na rotatória do São Jorge, no bairro de mesmo nome
    Lanche do Castelo está localizado na rotatória do São Jorge, no bairro de mesmo nome | Foto: Divulgação

    Manaus - Um trio de assaltantes invadiu a Lanchonete do Castelo, localizada na avenida São Jorge, no bairro de mesmo nome, no início da manhã deste domingo (5), por volta das 6h30. De acordo com a Polícia Civil, o bando levou R$ 3 mil e 11 celulares que pertenciam ao estabelecimento. 

    O caso foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), e segundo as investigações, além dos três assaltantes, um quarto elemento também ajudou na ação, levando os criminosos e dando ajuda na fuga. Um investigador da Polícia Civil narrou que o bando armado chegou em um veículo de modelo Palio. 

    "Eles já chegaram dentro da lanchonete levando os funcionários que estavam foram, e gritando pela proprietária, chamando 'cadê a Loira'. Ao encontrar a mulher, arrastaram-na pelo cabelo até o caixa e fizeram abrir, de onde levaram o dinheiro, e ainda 11 celulares que serviam para fazer o atendimento dos clientes", explicou a autoridade policial. 

    O bando fugiu com o apoio de um homem identificado como Felipe Bastos de Andrade, de 27 anos, que acabou preso em flagrante e se identificou como motorista de aplicativo. A polícia, no entanto, não confirmou a veracidade desta informação. Felipe foi preso logo após baterem o carro durante a fuga, quando os três assaltantes conseguiram fugir. 

    Na delegacia, Andrade relatou que estava fazendo uma corrida pela Uber, mas a polícia constatou que não há registro de corrida nessa ação, e que o transporte teria sido feito fora da plataforma. 

    Mandantes

    Os assaltantes, segundo a polícia, estavam com máscara. Dentro do estabelecimento, eles fizeram todos os funcionários deitarem. O mentor do crime foi identificado como Jordan Sarmento, de idade desconhecida. Jordan, que está foragido, é funcionário da lanchonete há pelo menos dois anos. 

    Segundo a investigação, logo após o assalto, Jordan saiu em um carro com outros funcionários para tentar achar os assaltantes. No caminho de volta para o lanche, entretanto, acabou confessando para os colegas que teria sido o mentor do crime, porque estava devendo dinheiro e sofrendo ameaças de morte.

    Jordan desapareceu na avenida Constantino Nery, onde depois de confessar para os colegas, trancou o carro, chamou um mototaxista e não foi mais visto. Os colegas voltaram para a lanchonete a pé. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil. 

    Edição: Lucas Vítor Sena

    Leia mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Embriagado motorista atropela cinco pedestres na Zona Oeste de Manaus

    Jovem é encontrado morto em casa no Mundo Novo em Manaus

    Comentários