Fonte: OpenWeather

    Importunação Sexual


    Adolescente acusa homem de assédio dentro de ônibus em Manaus

    A polícia foi acionada e uma viatura interceptou o ônibus na rua Manauara, no Santa Etelvina, na Zona Norte de Manaus

    O caso foi elevado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foi registrado
    O caso foi elevado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foi registrado | Foto: Raphael Tavares

    Manaus - Uma estudante de 17 anos acusa um homem, de identidade não revelada, de importuna-la sexualmente dentro de um ônibus do transporte coletivo da linha 315, na noite desta quinta-feira (16). A polícia foi acionada e uma viatura interceptou o ônibus na rua Manauara, no Santa Etelvina, na Zona Norte de Manaus.

    De acordo com a vítima, o homem começou a se esfregar nela e também a agrediu com um empurrão depois que ela ameaçou dar uma cotovelada nele. O caso foi elevado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foi registrado.

    "Ele se esfregou diversas vezes, na primeira achei que era por conta do balanço do ônibus, que estava lotado, depois percebi que ele estava aproveitando para se esfregar em mim. Foi quando ameacei bater nele e ele começou a me agredir com diversas palavras de baixo calão", explicou a adolescente. 

    Ainda conforme a vítima, depois de alarmar a situação e do homem xinga-la, uma mulher começou a defende-la. O acusado foi para a parte detrás do transporte coletivo e a adolescente conseguiu acionar a polícia que interceptou o ônibus, no bairro Santa Etelvina 

    Policiais da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), informaram a reportagem que após abordarem o veículo, o homem foi detido e junto com a vítima levados à delegacia. No 6° DIP, o homem estava prestando depoimento e deve aguardar decisão do delegado para qual será o seu futuro.

    Leia mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    No AM, mulher dá golpes em homem com gargalo para fugir de assédio

    Mulher é esfaqueada ao 'servir água' para homem casado em Manaus

    Comentários