Fonte: OpenWeather

    Policiamento


    Em meio à crise nos presídios, PM-AM pede ‘tranquilidade’ da população

    Operação “Fecha Quartel” foi deflagrada na cidade e há o alerta para que notícias falsas não causem medo à população

    Marcely Gomes/Em Tempo
     

    Manaus - Na manhã desta terça-feira (28), o tenente-coronel PM Ronaldo Brito, subcomandante do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) e responsável pela Operação “Fecha Quartel”, afirmou que a população deve ficar tranquila em relação às notícias falsas que circulam nas redes sociais após o massacre nos complexos prisionais que ocorreram no domingo (26) e na última segunda-feira (27). 

    A informação foi dada no CPA Oeste, localizado no bairro Compensa, Zona Oeste da capital, após a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) deflagrar a Operação. 

    "A população deve ficar tranquila em relação às 'fakenews' nas redes sociais, como toque de recolher em algumas áreas da cidade. Essas informações estão sendo checadas pela Polícia Militar desde ontem e não passam de meros boatos", afirmou o coronel. 

    Marcely Gomes/Em Tempo
     

    Ao ser questionado sobre o registro de aproximadamente seis homicídios na madrugada desta terça, Brito afirmou que não há relação alguma com os comandos de morte dos detentos nos presídios. 

    "Essas informações estão sendo averiguadas pela Polícia Civil, que é responsável pelas investigações. Até então são fatos que não estão relacionados", afirmou o coronel acrescentando que as mortes são resultado de brigas por pontos de drogas na capital. 

    Marcely Gomes/Em Tempo
     

    Brito disse, ainda, que a “Fecha Quartel” vai contar com 124 policiais a mais no efetivo policial, além de 64 viaturas nas ruas de Manaus. 

    "Essa operação já acontece todos os meses na capital. Todas as unidades administrativas, que são subordinadas ao Comando de Policiamento, designam os policiais da administração para somar esforços" frisou. 

    Ele acrescentou também que a operação se estende até sexta-feira (31), mas se houver necessidade a PM-AM prolongará até a próxima semana, conforme determinações do comando-geral da instituição. 

    “Temos policiais militares de todas as Cicoms nas ruas, além dos policiais das tropas especializadas como Rocam, Força Tática e COE fazendo um trabalho mais ostensivo. O nosso objetivo é reduzir o índice de criminalidade”, concluiu o coronel. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Líderes de chacina devem ser transferidos para presídios federais

    Veja lista com nomes dos mortos em presídios de Manaus

    Comentários