Fonte: OpenWeather

    Movimentação


    Após rebelião, movimentação é tranquila em presídios no Amazonas

    O massacre resultou na morte de 55 detentos. Os corpos estão no IML

    A movimentação é tranquila no local | Foto: Marcely Gomes

    Manaus - Após o massacre, que resultou na morte de 55 detentos, no domingo (26) e  na segunda-feira (27), a movimentação está tranquila na entrada do ramal que dá acesso ao complexo penitenciário, localizado no Km 8 da BR-174. A equipe do Portal Em Tempo esteve no local na manhã desta terça-feira (28).

    No local, havia apenas servidores do Compaj, além de autônomos que realizam vendas nas proximidades do local. Durante a manhã, nenhum familiar dos detentos compareceu no local.

    De acordo com um dos agentes da Força Nacional, que realizam a segurança externa do complexo, o fluxo reduziu porque eles foram orientados a proibir a entrada de pessoas não autorizadas nas unidades.

    "Somente servidores estão autorizados a entrar no complexo prisional. Durante o dia não houve nenhuma alteração", explicou o policial.

    Na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na Zona Leste, a situação também está tranquila, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

    Visitas suspensas 

    A Seap suspendeu as visitas por 30 dias em todas as unidades prisionais da capital amazonense.

    Leia mais: 

    IML tem dificuldades em liberar corpos de detentos de massacre no AM

    Em meio à crise nos presídios, PM-AM pede ‘tranquilidade’ da população

    Polícia atirou em detentos que tentavam fazer agentes reféns no AM

    Comentários