Fonte: OpenWeather

    BRUTALIDADE


    Dupla é presa em Manaus por morte brutal de pedreiro na BR-174

    Hailton Cavalcante, de 43 anos, foi morto após uma briga em 6 de maio deste ano, no ramal Cuxuí. Ele chegou a ter os dedos arrancados

    Fábio (dir.) teria segurado Hailton para que Sandro (esq.) o esfaqueasse 15 vezes | Foto: Erlon Rodrigues/SSP-AM

    Manaus - A Polícia Civil do Amazonas prendeu, no dia 17 de maio, uma dupla identificada como Fábio da Silva Penarol, de 38 anos, e Sandro Rocha da Silva, de 31 anos. Os dois são acusados de matar o pedreiro Hailton Souza Cavalcante, de 43 anos, em 6 de maio deste ano, no ramal Cuxuí, localizado no quilômetro 23 da BR-174. A dupla foi apresentada na tarde desta quarta-feira (29), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). 

    De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da Especializada, na ocasião em que foi morto, Hailton, com a intenção de comprar bebida alcoólica, foi até a casa de Sandro, situada no ramal Cuxuí, no Km 23 da rodovia federal BR-174, onde eles iniciaram uma discussão, após a venda da droga lícita.

    Conforme o delegado, Hailton saiu do local e retornou horas depois, embriagado, e deu continuidade à discussão. Durante a briga, Sandro, fazendo uso de uma faca, desferiu cerca de 15 golpes na vítima. Fábio, durante o ato criminoso, segurou a vítima para que Sandro desferisse os golpes.

    “Um dos motivos da discussão seria porque Hailton jogou uma garrafa de vodca no peito de Sandro. Após constatarem o óbito, os infratores esconderam o corpo da vítima em um ramal, nas proximidades da casa de Sandro. A dupla pretendia esquartejar o corpo do pedreiro, mas não conseguiu. Fábio e Sandro colocaram apenas algumas folhas de bananeira em cima do cadáver. No dia 9 deste mês, uma moradora da comunidade sentiu o odor exalando do corpo de Hailton e acionou a Polícia Militar”, disse Martins.

    Sandro foi preso na casa dele, e Fábio, na residência onde estava morando, situada no bairro Tarumã, Zona Oeste da capital. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi verificado que Fábio já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas. A ordem judicial em nome da dupla foi expedida no dia 16 de maio deste ano, pelo juiz George Lins, no Plantão Criminal.

    Fábio e Sandro foram indiciados por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, eles serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverão ficar à disposição da Justiça.

    *Com informações da assessoria.

    Leia mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homem é executado a tiros em área vermelha da Zona Norte de Manaus

    Polícia Militar intensifica revistas em unidades prisionais do AM

    Comentários