Fonte: OpenWeather

    Prisões


    ‘Aqui é FDN Zé’, diz traficante na cara da polícia em Manaus

    Ele e outros seis comparsas ligados a crimes de tráfico de drogas foram presos, nesta quinta-feira (30), por policiais da DEHS

    Parte dos materiais apreendidos
    Parte dos materiais apreendidos | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - Thiago Fernandes Farias, de 28 anos, conhecido como "Zureta", reverenciou o narcotraficante José Roberto Fernandes, o "Zé Roberto da Compensa” – Líder da Família do Norte (FDN) -, durante apresentação junto de comparsas envolvidos com o tráfico de drogas, na manhã desta quinta-feira (30), na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste de Manaus.

    Zureta e os comparsas Vinícius Ferreira dos Santos, de 20 anos; Williams Soares dos Santos, de 24 anos; Wallace de Lima, de 24 anos; Marcus Pereira Marques, de 20 anos, e Rafael da Silva Marcolino, de 29 anos, foram presos, na manhã de hoje, durante a operação "Sicário".

    Da esquerda para a direita, Raphael, Marcus, Thiago, Williams, Vinicius e Wallace
    Da esquerda para a direita, Raphael, Marcus, Thiago, Williams, Vinicius e Wallace | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Monitoramento 

    De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Louismar Bonates, três operações estão sendo realizadas pelas polícias Civil e Militar, no conjunto Viver Melhor, na Zona Norte de Manaus, e em Presidente Figueiredo (município distante 107 km de Manaus).

    "Essa operação deflagrada pela DEHS foi brilhante com a prisão de seis pessoas e apreensão de armas, munições e drogas. Todos estão envolvidos em mais de dez homicídios nos bairros da Zona Leste de Manaus. As operações são oriundas de investigações diárias. Aquelas pessoas que aparecem em vídeos compartilhados nas redes sociais também foram presas em outra operação", informou. 

    Durante a coletiva, Bonates classificou a matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo como reportagem mentirosa. A matéria cita o secretário sendo alvo de investigações da Polícia Federal (PF).

    Porções de maconha e cocaína e pinos para embalo das drogas também foram apreendidos
    Porções de maconha e cocaína e pinos para embalo das drogas também foram apreendidos | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Isso é fato político que estão tentando atingir o Governo que trabalha em prol da população", declarou. 

    Criminosos de alta periculosidade

    O delegado Paulo Martins, titular da DEHS, disse que o grupo criminoso preso é atuante em crimes de homicídios de alta periculosidade. 

    "O nosso trabalho de investigação é identificar os homicidas e tirar todos de circulação, inclusive aqueles que estão na cadeia, que insiste em mandar matar. Não vamos parar até que todos sejam indiciados pelos crimes. Um dos braços direito de líder de facção criminosa está voltando para a cadeia", explicou. 

    Thiago Fernandes Farias, de 28 anos, conhecido como "Zureta"
    Thiago Fernandes Farias, de 28 anos, conhecido como "Zureta" | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    “Zureta” e o massacre no Compaj

    Conforme o delegado Charles Araújo, adjunto da DEHS, "Thiago Zureta" é líder da organização criminosa e responsável por ordenar mais de dez assassinatos, todos relacionados com o tráfico de drogas, ao longo de três anos. Ele é um dos homicidas que participou do massacre no dia 1° de janeiro de 2017, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), e estava foragido. 

    "Todas as mortes estão relacionadas pela disputa de pontos de venda de drogas no bairro São José. Foi ele quem ordenou para que Vinícius, seu pistoleiro, executasse David da Costa Ribeiro. Esse crime ocorreu no dia 5 de maio deste ano, na rua 21 do bairro São José. Essa já é quarta operação da DEHS para demonstrar à população que as polícias Civil e Militar estão nas ruas para prender criminosos", esclareceu. Assista a reportagem em vídeo:

    Com os criminosos, foram apreendidas oito armas de fogo, sendo cinco revólveres, duas pistolas e uma submetralhadora. Além disso, aproximadamente cem munições, porções de maconha e cocaína e pinos para embalo das drogas também foram apreendidos. Dois veículos utilizados para a prática de homicídios na capital foram apreendidos. 

    Os seis homens irão responder na Justiça pelos crimes de homicídio qualificado, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Comentários