Fonte: OpenWeather

    Crime


    Dos 4 presos por homicídio de militar do Exército, dois são da FDN

    O militar tinha 50 anos e trabalhava com agiotagem (empréstimo de dinheiro). Crime foi na Zona Leste de Manaus

    Manaus- O casal Fabiana Lopes Carvalho, de 29 anos, e Sebastian Rodas Soto, de 26 anos, conhecido como “Colombiano”, além de Genilson Silva de Castro, de 29 anos, o “Velhinho”, e Josivaldo Souza dos Santos, de 24 anos, o “Saimon”, foram apresentados, na manhã desta sexta-feira (31), durante coletiva de imprensa na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste de Manaus. Eles são apontados nas investigações pela autoria de homicídio de Maspoli Lima Farinha, de 50 anos, subtenente da reserva do Exército Brasileiro (EB).

    O quarteto foi preso acusados de matar um subtenente do Exército
    O quarteto foi preso acusados de matar um subtenente do Exército | Foto: Josemar Antunes

    As prisões ocorreram ao longo do dia 24 de maio deste ano, em cumprimento à ordem judicial expedida pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, do Plantão Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas. 

    Fabiana e Sebastian foram presos na casa deles, na avenida Nathan Xavier, no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte da capital. Genilson foi preso nas proximidades de uma feira no bairro São José. Josivaldo recebeu voz de prisão em Presidente Figueiredo (município distante 114 quilômetros de Manaus).

    O assassinato do subtenente do EB apresentado ocorreu no dia 22 de maio deste ano, por volta das 21h, na avenida Nathan Xavier, no bairro São José Operário, na Zona Leste de Manaus. 

    De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, Fabiana e Sebastian eram sócios da vítima em um esquema de agiotagem. O plano para matar Maspoli aconteceu após Genilson procurar o casal. 

    Josivaldo conhecido como "Saimon" e Genilson conhecido como "Velhinho" foram apresentados na coletiva de imprensa
    Josivaldo conhecido como "Saimon" e Genilson conhecido como "Velhinho" foram apresentados na coletiva de imprensa | Foto: Josemar Antunes

    "Em depoimento, Genilson disse que precisava de dinheiro para pagar uma dívida de drogas e ficar com parte da grana da agiotagem para juntos comandarem o esquema", explicou Paulo Martins, delegado da DEHS. 

    O delegado Denis Pinho, adjunto da DEHS, explicou que o plano do quarteto era conseguir uma motocicleta e seguir a vítima para ser morta. Como não conseguiram o veículo, resolveram matar Maspoli quando caminhava com o dinheiro em direção à picape S-10 branca que dirigia. Os assassinos ainda simularam o latrocínio levando três celulares da vítima. 

    Delegado Paulo Martins
    Delegado Paulo Martins | Foto: Josemar Antunes

    Conforme investigações, Josivaldo e Genilson fazem parte da facção criminosa Família do Norte (FDN). 

    "Esse foi um crime encomendado. Josivaldo e Genilson são perigosos e fazem parte de uma facção criminosa. Eles tentaram simular um latrocínio, onde levaram três celulares da vítima, além do dinheiro. É mais um crime solucionado", informou Pinho.

    O capitão Caio Dantas, oficial de operações do Batalhão de Polícia do Exército (BPE), acompanhou a coletiva de imprensa e agradeceu o empenho da Polícia Civil na elucidação do crime. 

    O assassinato do subtenente do EB foi no dia 22 de maio deste ano
    O assassinato do subtenente do EB foi no dia 22 de maio deste ano | Foto: Josemar Antunes

    "Eu gostaria de agradecer em nome do Comando Militar da Amazônia (CMA), do 7° Batalhão da Polícia do Exército (BPE), o empenho e rapidez na elucidação do crime", disse. 

    Fabiana, Genilson, Josivaldo e Sebastian foram indiciados por homicídio. Os três homens ficarão à disposição da Justiça no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Fabiana ficará presa no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homens executam rival no bairro Santo Antônio

    Mascarados como palhaço, criminosos executam homem em Manaus

    Comentários