Fonte: OpenWeather

    Polícia


    Preso homem que matou e esquartejou lanterneiro, em Manaus

    O preso nega participação no esquartejamento, mas afirma que roubou os pertences da vítima

     

    O jovem foi preso na manhã do último dia 27 de maio
    O jovem foi preso na manhã do último dia 27 de maio | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - O lanterneiro Rafael do Nascimento Cardoso, de 22 anos, foi apresentado na manhã desta terça-feira (4), durante coletiva de imprensa no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ele estava sendo investigado pela autoria de latrocínio (roubo seguido de morte). Na época do crime, a vítima foi esquartejada. 

    O jovem foi preso na manhã do último dia 27 de maio deste ano, por volta das 10h, na casa do pai dele, situado na comunidade Alfredo Nascimento, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte da capital, em cumprimento ao mandado judicial expedido no dia 24 de maio, pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

    De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, Rafael e o comparsa, que foi morto, invadiram o quarto do lanterneiro, em uma vila de casa, na rua Louro Chumbo, no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte. 

    Delegado Paulo Martins
    Delegado Paulo Martins | Foto: Josemar Antunes

    "As investigações levaram na identificação dos autores desse bárbaro crime. Tivemos dificuldade no início porque um dos envolvidos, identificado como Luan, foi morto durante a tentativa de mais um crime. Rafael e Luan eram acostumados a cometer roubo e furtos no bairro. Em uma das ações, a dupla invadiu a vila de propriedade da mãe do Luan. Na ocasião, eles foram surpreendidos pela vítima que travou luta corporal. Depois de dominar o lanterneiro, eles o mataram e esquartejaram", disse.

    O corpo da vítima foi colocado dentro de um saco plástico. A dupla utilizou o próprio carro da vítima, modelo Celta, de cor vermelha, para transportar e jogar o corpo em um bueiro

    "A chuva acabou levando o cadáver até a rua Louro Tachi, no bairro Monte das Oliveiras. Os familiares acharam o corpo da vítima três dias depois do crime", informou. 

    Criminoso de alta periculosidade 

    O delegado Paulo Martins ressaltou que Rafael é de alta periculosidade e tem várias por roubo na polícia. Na época do crime, Rafael e o comparsa levaram diversos objetos da vítima.

    Durante a apresentação, Rafael confessou o roubo, mas negou a participação no esquartejamento. 

    Rafael ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino
    Rafael ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino | Foto: Josemar Antunes

    "Ele é um elemento frio, calculista e que não tem amor a vida do próximo. Agora ele vai ficar à disposição da justiça para pagar pelo crime cometido. É mais uma pessoa que a DEHS tira de circulação", finalizou. 

    Rafael ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8 da BR-174, onde aguardará à decisão da Justiça.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homem é suspeito de matar o próprio irmão com facada, em Manaus

    Esquartejado pela mãe, Rhuan teve pênis cortado um ano antes de morrer

    Comentários