Fonte: OpenWeather

    Apresentação


    Homem matou cabeleireiro porque não recebeu dinheiro após sexo, diz PC

    O cabeleireiro foi morto no dia 29 de março deste ano, dentro da própria casa, localizada no bairro Colônia Terra Nova 2

    O homem foi apresentado na sede da Derfd | Foto: Divulgação

    Manaus - Após três meses de investigação, a polícia prendeu o assassino do cabeleireiro Augusto Figueiredo dos Santos, de 37 anos, conhecido como "Paty Santos", na última terça-feira (11), em Parintins (a 369 km de Manaus). O homem identificado como Celso Santarém Souza Júnior, de 26 anos, tinha um relacionamento amoroso com a vítima há 5 anos.

    O crime ocorreu no dia 29 de março deste ano, por volta das 23h50, na casa de Augusto, que também funcionava como um salão de beleza, no bairro Colônia Terra Nova 2, na Zona Norte da capital.  Celso foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva. A ordem judicial foi expedida no dia 10 de maio deste ano, pela juíza Margareth Rose Cruz Hoagen, da 4ª Vara Criminal. 

    O cabeleireiro confessou o assassinato
    O cabeleireiro confessou o assassinato | Foto: Divulgação

    Em depoimento à polícia, Celso assumiu que matou o cabeleireiro e que estava muito drogado naquela noite. Na época, após o crime, Celso deixou o imóvel levando o celular da vítima e perfumes que, segundo a polícia, foram trocados por drogas. 

    "Na noite do crime, Celso relatou que Augusto havia prometido uma quantia em dinheiro para ele após manter relações sexuais, mas não cumpriu com a promessa. Com isso, eles iniciaram uma discussão. Durante a briga, a vítima foi amordaçada, torturada e teve as mãos e pés amarrados. Em seguida, foi morto por esganadura. A vítima era querida por vizinhos", disse o delegado Guilherme Torres, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

    Celso foi autuado por latrocínio (roubo seguido de morte). Ele ficará preso à disposição da justiça no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8 da BR-174.

    Leia mais: 

    Prestanista é morto a pauladas dentro da própria casa, em Iranduba

    'Med' é executado enquanto comemorava o aniversário, em Manaus

    'Desejava matar para ver como é', diz jovem que esquartejou estudante

    Comentários