Fonte: OpenWeather

    Homicídio Qualificado


    Em Manaus, pai confessa assassinato do filho e diz que merece sofrer

    Criança foi morta a pauladas e o corpo foi enterrado pelo pai em uma cova rasa dentro de uma casa na Zona Leste de Manaus

    | Autor: TV Em Tempo

    Rogério foi detido, na tarde de ontem, após confessar o assassinato do filho
    Rogério foi detido, na tarde de ontem, após confessar o assassinato do filho | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - "Eu coloquei o meu filho de costas para mim e disse a ele que seria uma brincadeira. Depois apaguei as luzes e comecei a bater na cabeça dele. Ao perceber que não estava mais vivo, resolvi enterrar. Estou arrependido e mereço sofrer". A afirmação é do autônomo Rogério Alexandrino dos Santos, de 27 anos, ao ser apresentado, na manhã desta terça-feira (18), durante coletiva de imprensa no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste de Manaus. 

    Rogério foi detido, na tarde de ontem, após confessar o assassinato do filho. Durante depoimento na delegacia, a juíza Luciana da Eira Nasser, no Plantão Criminal, determinou a prisão preventiva ainda na noite de terça. O filho David Nonato Bento dos Santos, de 7 anos, foi assassinado a pauladas. 

    O crime 

    O homem confessou o assassinato do filho a um amigo
    O homem confessou o assassinato do filho a um amigo | Foto: Daniel Landazuri/Em Tempo

    Atordoado, Rogério resolveu relatar a um amigo, na tarde de ontem, por volta das 15h, que havia matado o próprio filho. Em seguida, os dois homens acionaram uma guarnição da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), para informar o crime de homicídio. 

    Os policiais militares foram ao local indicado por Rogério e encontraram o corpo da criança enterrado no imóvel. O crime, segundo o agressor contou em depoimento, ocorreu dentro de uma casa de madeira, onde pai e filho moravam, na rua São Pedro da comunidade João Paulo, no bairro Jorge Teixeira 2, na Zona Leste de Manaus. 

    Corpo da criança estava enterrado em uma cova
    Corpo da criança estava enterrado em uma cova | Foto: Daniel Landazuri/Em Tempo

    Rogério afirmou que matou o filho na noite do dia 12 de junho e depois enterrou o corpo em uma cova rasa dentro do imóvel. O piso é de terra batida. Ele alegou que o assassinato foi uma vingança contra a "mãe de criação" (avó biológica do assassino e bisavó da vítima) e também a mãe da criança, que o abanou, mas lhe importunava. 

    O delegado Paulo Martins disse que Rogério Alexandrino estava com raiva da avó da criança e resolveu se vingar no filho. Ele premeditou o crime e cavou a cova três dias antes usando uma pá e uma boca de lobo para cavar. 

    "Rogério deu a primeira paulada, mas a criança ainda continuava viva. Depois ele apagou as luzes para desferir mais pauladas até que o filho não respirasse mais. Ele alega que a mãe abandonou a criança quando tinha seis meses de vida”, disse o delegado em coletiva à imprensa. 

    Rogério afirmou que matou o filho na noite do último dia 12
    Rogério afirmou que matou o filho na noite do último dia 12 | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Ainda segundo Martins, a mãe de criação afirmou que havia desentendimentos entre ela e Rogério, mas nada de tão grave que pudesse levar para o ódio. “É um caso chocante e surreal. É um crime bárbaro e sem explicação. Ele é uma pessoa fria e calada e que não demonstra arrependimento", comentou o delegado.

    À imprensa, Rogério não soube informar a quantidade de pauladas que desferiu contra o filho. Sem remorso, ele admitiu que não amava o filho.

    "Estava escuro e não sei quantas pauladas desferi. Foi tudo muito rápido. Quem ama não mata o próprio filho. Mereço sofrer", disse Rogério Alexandrino.

    Policiais civis e militares atuaram no caso
    Policiais civis e militares atuaram no caso | Foto: Daniel Landazuri/Em Tempo

    Martins ressaltou que Rogério Alexandrino assumiu ser usuário de drogas e que a criança era o único filho. Rogério foi indiciado por homicídio qualificado e ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

    | Autor: TV Em Tempo
     

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homem agrediu e enterrou o filho vivo por vingança em Manaus, diz PM

    Temido por moradores, jovem é morto a facadas e pedradas no Lago Azul



    Comentários