Fonte: OpenWeather

    Violência


    Vídeo: adolescentes matam menina de 14 anos e filmam tortura

    Segundo informações da Polícia Civil, o crime teria sido motivado por ciúmes. A vítima teria namorado uma das adolescentes

    Adolescentes filmaram tortura a menor em Paulista, no Grande Recife | Foto: Divulgação

    Uma menina de 14 anos foi morta por duas adolescentes de 15 anos na praia de Maria Farinha, em Paulista, Região Metropolitana do Recife, na manhã de terça-feira (25). A vítima foi torturada, esfaqueada, espancada e afogada. As suspeitas gravaram toda a sequência e compartilharam o vídeo nas redes sociais. 

    A gravação, de teor muito forte, circula na internet. Segundo informações preliminares da Polícia Civil de Pernambuco, o crime teria sido motivado por ciúmes. A vítima teria tido um relacionamento com uma das garotas, que atualmente namora com a outra suspeita. 

    As adolescentes de 15 anos que mataram a colega e divulgaram as imagens foram presas e autuadas em flagrante por ato infracional equiparado a homicídio.

    Elas foram levadas para a Delegacia de Maria Farinha e prestaram depoimento ao delegado Álvaro Muniz, responsável pelo caso. Ainda de acordo com a polícia, o vídeo e fotos da morte passarão por perícia.

    Nas imagens, é possível ver a menina de 14 anos sendo torturada por uma das suspeitas enquanto a outra filma a sequência brutal. A vítima veste uma camisa da Rede Municipal de Ensino do Recife, que aparece com muito sangue. O final da gravação mostra uma pessoa afirmando que "vai chamar a polícia". 

    O corpo da adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), localizado no bairro de Santo Amaro, na área central da capital pernambucana. A Polícia Civil de Pernambuco prossegue com as investigações.

    Veja o vídeo: 

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Duplo homicídio: mãe e filho são assassinados com sete tiros

    Pai mata filho de 4 anos, deixa carta de 40 páginas e comete suicídio

    Comentários