Fonte: OpenWeather

    Flagrante


    Homem preso por estupro sabia que vítima tinha 11 anos, diz delegada

    O feirante conheceu a criança em um jogo virtual em celulares, em que é possível a troca de mensagens entre os usuários. Atraiu a vítima que com apenas 11 anos foi transportada sozinha por motoristas de app em Manaus

    O feirante foi apresentado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (26)
    O feirante foi apresentado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (26) | Foto: Cristiano Sevalho/Em Tempo

    Manaus - O feirante Wanderley Pires dos Santos Júniro, de 26 anos, foi apresentado à imprensa nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil do Amazonas, durante coletiva na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), no bairro Planalto, Zona Centro-Oeste de Manaus. “Ele informou em depoimento que sabia que a criança tinha 11 anos, e nãoaparentava corpo de adolescente 15”, destacou a delegada Joyce Coelho, que acompanha o caso. 

    Coelho, que é titular da Depca, informou que o feirante não possui passagens pela polícia. No entanto, outras pessoas envolvidas no caso também estão sendo procuradas, incluindo os motoristas de aplicativo de transporte particular de passageiros. 

    “A Polícia Civil pretende identificar os dois motoristas de aplicativo que transportaram a criança tanto na ida quanto na volta para casa, para que justifiquem o porquê de terem prestado serviços particulares a uma criança sem a presença de um responsável. Após isso, vamos solicitar recomendações do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) para que haja uma regulamentação nesse tipo de transporte e evitar que esse tipo de conduta ocorra”, pontuou a delegada. 

    Conforme ressaltou a delegada em coletiva de imprensa, a responsabilidade do fato recai sobre todos. “Uma criança de 11 anos não pode pegar um táxi, ou qualquer tipo de transporte sozinha. A família é a primeira que deve ser responsável pela proteção integral e pelo monitoramento da criança", frisou. 

    Durante a apresentação do suspeito, os familiares, no local, chegaram a agredi-lo. "Eu quero Justiça e que ele não seja solto na audiência. Ela foi vítima de estupro, estava suja e com fome depois do ocorrido", frisou a mãe da vítima, que preferiu não ser identificada. 

    O homem deve ser apresentado em audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus, onde o juiz decidirá se ele ficará preso ou responderá ao processo em liberdade. 

    Entenda o caso 

    O feirante suspeito de estuprar a menina de 11 anos foi preso em flagrante por equipes da DEPCA, no final da manhã desta terça-feira (25), na casa onde morava, no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. A criança estava desaparecida há dois dias e teria sido abusada sexualmente ao menos duas vezes. 

    A mãe da criança, uma manicure de 26 anos, informou ao EM TEMPO que a filha conheceu o suspeito em um jogo eletrônico para celular. A vítima passou uma semana conversando com o suspeito pela interação online. Após isso, o homem atraiu a criança se passando por um adolescente. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Criança é estuprada por homem que conheceu em jogo online em Manaus

    Família encontra menina desaparecida desde domingo (23) em Manaus



    Comentários