Fonte: OpenWeather

    Prisões temporárias


    Vídeo: Trio é preso por tentar matar homem que derrubou muro em Manaus

    O muro, segundo a vítima, foi construído para impedir a passagem de moradores da comunidade na Zona Leste de Manaus

    O trio foi preso na tarde de quarta-feira (3)
    O trio foi preso na tarde de quarta-feira (3) | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - Três homens investigados por homicídio tentado foram apresentados, na manhã desta quinta-feira (4), durante coletiva de imprensa no 8° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. Um dos homens já possui passagem pela polícia. 

    Erinaldo Pinto de Brito, de 29 anos, Jessé Cunha da Silva, de 35 anos, e Luiz Carlos Matos Farias, de 59 anos, estão envolvidos no crime ocorrido no dia 8 de fevereiro deste ano, na rua Hibisco (antiga rua Pista da Raquete), situada na comunidade Nova Vitória, no bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste da cidade. 

    O trio foi preso, na tarde de quarta-feira (3), em cumprimento a mandados de prisão temporária por tentativa de homicídio. As ordens judiciais foram expedidas no dia 13 de junho deste ano, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Erinaldo e Jessé foram presos em casas distintas, na rua Hibisco. Luiz Carlos foi preso na avenida Curacao, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte. 

    De acordo com o delegado Adriano Félix, titular do 8° Distrito Integrado de Polícia (DIP), o crime ocorreu por conta de um muro, que foi derrubado pela vítima, um homem de 48 anos. O muro teria sido construído por Luiz Carlos. A construção irregular, conforme apurou a polícia, impedia a passagens de moradores na comunidade. 

    "No dia do crime, Jessé e Erinaldo seguraram a vítima para que Luiz Carlos desferisse as facadas. Após ser liberada do hospital, a vítima procurou o 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP) para informar o crime. Em depoimento, Luiz Carlos informou que construiu o muro no quintal da casa para que ninguém passasse", disse. 

    Delegado Adriano Félix
    Delegado Adriano Félix | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    O delegado Adriano Félix destacou que, logo depois do crime, Luiz Carlos fugiu da comunidade e colocou a casa à venda por R$ 90 mil. No interrogatório, Luiz Carlos disse que construiu o muro para evitar assaltos e passagens de usuários de drogas. 

    A equipe de investigação entrou em contato com Luiz Carlos fingindo interesse na compra do imóvel. Ao comparecer ao local para negociação, os investigadores deram voz de prisão ao acusado. 

    Homicídio em 2010

    Félix informou que Luiz Carlos já responde por homicídio em 2010, na comunidade João Paulo, situada no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. Na época, Luiz Carlos efetuou disparos de revólver contra a vítima. Erinaldo e Jessé não possuem passagens pela polícia.

    Preso Luiz Carlos
    Preso Luiz Carlos | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Sobre esse homicídio, Luiz Carlos alegou que a vítima havia agredido ele dias antes, por isso agiu em vingança. Mas, ele não foi preso para responder o crime em liberdade", explicou. 

    Prisão temporária

    Erinaldo, Jessé e Luiz Carlos foram indiciados por homicídio tentado. O delegado Adriano Félix informou que irá solicitar junto à Justiça a conversão do mandado de prisão temporária para prisão preventiva. O trio será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), situado na BR-174 (Manaus/Boa Vista). 

    Edição: Isac Sharlon

    Veja reportagem da TV Em Tempo:

    Veja reportagem | Autor: Mei Shapiama/TV Em Tempo
     

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Dono de sítio na BR-174 flagra assaltantes, atira e mata suspeito

    Vídeo de policial com suposta amante em viatura é analisado pela PM-AM


    Comentários