Fonte: OpenWeather

    Rebelião


    Após ter plano de fuga frustrado, presos de Iranduba fazem rebelião

    Um dos presos gravou um vídeo solicitando intervenção dos direitos humanos. O interno relata que devido a super lotação, eles estão sem espaço para dormir e receber visitas íntimas

    Os presos serraram as grades das celas | Foto: Arquivo Em Tempo

    Manaus - Após um plano de fuga ser descoberto pela polícia, 18 presos da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, município distante 27 quilômetros de Manaus de Manaus, se revoltaram dentro das celas e promoveram um quebra-quebra.  O fato aconteceu na tarde de quinta-feira (4).

    De acordo com a delegada Silvia Laureana Chaves, titular da unidade policial, foi necessário a intervenção da Polícia Militar e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) para conter a rebelião. 

    "Quebraram as celas, quebraram os cadeados e serraram tudo. Causaram tumulto, mas a situação foi contornada com apoio do Grupo Fera e da Polícia Militar. Os presos serão transferidos para o sistema prisional de Manaus", disse. 

    Um dos presos, que não teve o nome divulgado, fez apelo por meio de vídeo para uma autoridade do Mistério Público do Amazonas (MP-AM).

    "Seu promotor estamos reivindicando nossos direitos. Tem muita gente aqui, não temos onde dormir, não tem colchão, não tem lençol e nem visita íntima. Precisamos ser transferidos para Manaus. Se não os presos irão continuar se degladiando para reivindicar o direito. Estamos só de cueca. Cadê os direitos humanos", diz o preso em vídeo. 

    Plano de fuga

    Conforme a delegada Sílvia Laureana, a rebelião começou após a equipe descobrir um plano de fuga dos presos na noite anterior.

    "Os policiais civis de plantão descobriram o plano de fuga. Por conta disso, os presos ficaram chateados e resolveram promover uma rebelião. Eles usariam cordas feitas com lençóis, conhecida como "Tereza", para fugir", explicou. 

    Em setembro de 2016, a Justiça do Amazonas interditou as duas celas da Delegacia de Iranduba, mas a decisão foi revogada, conforme informou a delegada Silvia Laureana Chaves.

    Entre os detentos custodiados na delegacia estão Alessandro Orter Azevedo, 42; Fabrício Ferreira dos Santos, 27; José Evandro Fernandes Clementino Júnior, 27; e Rodrigo de Souza Mota dos Santos, 26. 

    Segundo a delegada Silvia Laureana Chaves, os quatro homens foram presos há uma semana na rodovia estadual AM-070, por policiais civis do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (DENARC).

    Com eles, a equipe encontrou um fuzil de origem israelense, usado pelo exército colombiano, uma escopeta, três granadas e cinco coletes balísticos, além de um carro e uma motocicleta.

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Amordaçado e jogado de carro, homem é executado em Manaus

    Em Manaus, 9 homens são presos embalando maconha em 'boca de fumo'

    Comentários