Fonte: OpenWeather

    Zona Sul de Manaus


    Detento monitorado por tornozeleira eletrônica morre baleado em Manaus

    No registro da polícia consta que o homem responde a cinco processos por roubo

    Josemar Antunes/Em Tempo
     

    Manaus - O autônomo Anderson Tavares da Silva, de 23 anos, morreu, na noite de quinta-feira (11), no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul de Manaus. Ele estava internado desde o dia 3 de julho deste ano, após ser baleado no quintal de um vizinho.

    De acordo com a polícia, o crime ocorreu por volta das 9h45 da última quarta-feira (3), na rua Inácio Guimarães, no bairro Educandos, Zona Sul da capital. 

    A esposa da vítima, que preferiu não se identificar, declarou que Anderson estava capinando o quintal de um vizinho, quando um homem desconhecido chegou e efetuou os disparos à queima-roupa.

    "O Anderson era uma pessoa muito calada e não costumava informar os lugares quando saía de casa. Dessa vez, ele disse que iria capinar o quintal de um vizinho, e horas depois soube que ele havia sido baleado por uma pessoa não identificada. Porém, prefiro não me envolver", disse a esposa da vítima. 

    Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), consta que Anderson já tinha cinco passagens por roubo. Ele usava tornozeleira eletrônica, pois era monitorado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP).

    O corpo de Anderson foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, Zona Norte. A equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) abriu inquérito policial para iniciar as investigações da motivação e autoria do crime.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homem é executado após marcar encontro em Manaus

    Autônomo é morto com três tiros após discussão no Centro de Manaus

    Comentários