Fonte: OpenWeather

    Balanço


    Em 4 dias 'Guerra de Facções' na Zona Sul de Manaus fez 17 vítimas

    Seis mortos e 11 feridos. O caso mais recente no Prosamim Cajual, localizado no bairro Santa Luzia

    Autores do ataque no Cajual foram presos pela Força Tática
    Autores do ataque no Cajual foram presos pela Força Tática | Foto: Divulgação

    Manaus - Seis mortos e 11 feridos, esses são os últimos números de pessoas que foram vítimas da Guerra de Facções na Zona Sul de Manaus. O caso mais recente aconteceu por volta das 15h30, na rua Leopoldo Neves, Prosamim Cajual, localizado no bairro Santa Luzia.

    Na ocasião dois homens, que não tiveram as identidades divulgadas, foram baleados. Não há informações sobre o envolvimento deles com grupos criminosos. Por volta das 16h, os autores do crime foram presos pela Força Tática

    Segundo policiais militares da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um bando em um carro, modelo Voyage, de cor branco, atacou os homens em via pública. 

    Um dos homens ficou em estado grave depois de ser atingido com um tiro nas costas, o outro foi baleado em um dos pés. Os dois foram socorridos por populares e levado para o SPA Zona Sul.

    A vítima em estado grave foi transferida para o Hospital João Lúcio, na Zona Leste.  Não há atualização sobre o estado de saúde dele. 

    Mulheres baleadas 

    Um novo tiroteio no Morro da Liberdade, na Zona Sul de Manaus, deixou duas mulheres feridas. O fato aconteceu às 23h45 deste domingo (14), na rua São Joaquim. A ocorrência foi atendida por policiais militares da 2ª Cicom.

    As vítimas identificadas como Joelma Galvão Soares, de 40 anos, atingida com um tiro nas nádegas, e Renata Batalha Gomes, de 23 anos, baleada no braço esquerdo. Elas foram socorridas por populares e levadas para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da capital. 

    Grupo criminosos disputam territórios do tráfico de drogas
    Grupo criminosos disputam territórios do tráfico de drogas | Foto: Josemar Antunes

    Rastro de Sangue 

    As mortes e as tentativas de homicídios iniciaram na última quinta-feira (11), por volta das 18h45, quando Patrik Wheyne Oliveira dos Santos, de 34 anos, foi morto com vários tiros, na rua Arnaldo Carpinteiro Peres, no Petrópolis.

    Às 19h, na rua São Luís, no Morro da Liberdade, o auxiliar administrativo Tiago Carlos Prata de Oliveira, 29, conhecido como “Carioca”, foi morto com aproximadamente oito tiros.

    Na sexta-feira (12), outro homem foi baleado, após ser perseguido por criminosos que usavam roupas pretas, na rua Adalberto Vale, bairro Betânia.

    Duplo Homicídio 

    Antes de completar 48 horas, no final da tarde de sábado (13), na região do Igarapé do 40, bairro Crespo, dois homens foram executados na rua Paranavai. 

    Polícia Militar tem intensificado as ações de segurança na região
    Polícia Militar tem intensificado as ações de segurança na região | Foto: Daniel Landazuri

    1 morto e 4 feridos

    Na madrugada de domingo (14), outro ataque no Crespo deixou um morto e quatro feridos. As vítimas estavam confraternizando, após um arraial na rua da Paz. 

    Feirante e primos

    feirante Geovane Ferreira Peres, 30, que morreu após ser atingido com um tiro no abdômen, e dois primos dele, identificados como Marcelo Leite Carvalho, 26, e Fábio Santos da Silva, 18, ficaram feridos após um novo atentado no Prosamim da Betânia. 

    Polícia 

    Os crimes registrados estão sendo investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Quem tiver informações que possam ajudar a polícia na identificação dos criminosos, pode fazer denúncia de maneira anônima ao 181.

    Leia mais

    Ameaçada de morte, mulher de João Branco está presa em cela individual

    Manaus registra 6 mortos e 7 feridos em menos de 72 horas na Zona Sul

    Suspeito de linchar adolescente tem casa invadida e é morto em Manaus

    Comentários