Fonte: OpenWeather

    Investigações


    'Argentino' pistoleiro de facção é preso por 5 homicídios em Manaus

    Para a polícia, há indícios de que Argentino participou de ao menos cinco homicídios e está diretamente ligado em algumas execuções recentes na Zona Sul de Manaus

     

    Darlei foi preso com outros três indivíduos, em uma residência situada na rua Daniel Sevalho, bairro Raiz.
    Darlei foi preso com outros três indivíduos, em uma residência situada na rua Daniel Sevalho, bairro Raiz. | Foto: Divulgação/PC-AM

    Manaus - Está preso temporariamente por homicídio, Darlei Sales de Vasconcelos, de 19 anos, conhecido no mundo do crime como "Argentino". Conforme informações divulgadas nesta quarta-feira (17), pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), o jovem foi preso, em flagrante, na última segunda-feira (15), por volta as 17h30, no bairro da Raiz, Zona Sul de Manaus, por policiais militares da Força Tática. Com ele, foram encontradas uma espingarda calibre 12 e quatro munições do mesmo calibre. 

    Na manhã des hoje, Darlei foi apresentado na sede do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Segundo o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, delegado George Gomes, o Argentino está sendo investigado por envolvimento em cinco homicídios e duas tentativas de homicídio, ocorridos entre os dias 11 e 15 deste mês, em bairros da Zona Sul da cidade.

    “O que estamos apresentado é resultado de um trabalho integrado das polícias Civil e Militar”, esclareceu Gomes. 

    Prisão 

    Darlei foi preso com outras três pessoas em uma residência na rua Daniel Sevalho, bairro Raiz. Durante os trabalhos, os policiais militares apreenderam com o grupo uma espingarda calibre 12; duas pistolas, sendo uma calibre ponto 40 e outra 380, munições de calibre 12, ponto 40 e 380, além de um carro da montadora Chevrolet, modelo Onix, de cor branca e placas não divulgadas.

    Conduzidos ao 1º DIP, também na Zona Sul, os quatro suspeitos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Durante a ação, Darlei ainda se passou pelo próprio irmão ao fornecer uma identidade falsa.

    Investigação 

    Na unidade policial, os policiais civis constataram que Darlei não deu o nome correto e conseguiram identificar que ele possuía um mandado de prisão temporária, solicitado pelas equipes da DEHS, por envolvimento no homicídio de Jocta Gil da Silva Araújo, ocorrido no dia 30 de maio deste ano, no beco Orion, na rua São Benedito, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da cidade. 

    A ordem judicial foi expedida no dia 10 de julho deste ano, pela juíza Andrea Jane Medeiros, no Plantão Criminal. “Já tínhamos o mandado de prisão temporária em nome dele, por esse crime cometido no bairro Aleixo, no final do mês de maio. Além desses, ‘Argentino’ está sendo investigado pela participação em outros homicídios ocorridos na capital. Ele iniciou a atividade criminosa com a venda de drogas e posteriormente passou a atuar em crimes de homicídio, principalmente como pistoleiro”, explicou o titular da 1ª Seccional Sul, Raphael Campos. 

    “O primeiro crime ocorreu no dia 11 deste mês, no bairro Petrópolis, com a morte de Patrick Wheyne Oliveira dos Santos. Na ocasião, o Argentino efetuou disparos de arma de fogo na vítima. Ainda naquele mesmo dia, Darlei também foi o autor da morte de Tiago Carlos Prata de Oliveira, por volta das 19h, no bairro Morro da Liberdade. No último sábado (13), o preso também participou da morte de Anderson Cordeiro Santarém, em via pública, no bairro do Crespo”, disse o titular da 1ª Seccional Sul.

    Na madrugada do último domingo (14), por volta das 5h, segundo a polícia, Argentino também participou do homicídio de Adailton da Silva de Souza, no bairro Crespo. Naquele mesmo dia, por volta das 15h, Geovane Ferreira Peres foi morto no bairro Betânia e, para a polícia, Argentino também tem envolvimento. Além desses homicídios, o jovem também estava sendo investigado por participação em duas tentativas de homicídio que aconteceram na trade da última segunda-feira (15), na comunidade Cajual, bairro Crespo.

    Procedimentos 

    Darlei foi autuado em flagrante por posse e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e falsidade ideológica. Além disso, ele foi indiciado pelo homicídio de Jocta. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio do 1º DIP, ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul. Posteriormente, será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no WhatsApp. Clique aqui!:

    Após assalto, servidores de instituto fazem manifestação na Zona Leste

    Amazonas tem ações de combate ao tráfico de pessoas



    Comentários