Fonte: OpenWeather

    Mortes


    Em 7 horas, 'Justiceiros' matam dois suspeitos de assalto em Manaus

    Os casos aconteceram em localidades diferentes da capital. Os atiradores não foram identificados pela polícia

     

    | Foto:

    Manaus - Em um intervalo de aproximadamente sete horas dois suspeitos de assaltos foram mortos por "Justiceiros", nesta quarta-feira (17), em Manaus.  Os casos aconteceram em localidades diferentes da capital. Os atiradores não foram identificados pela polícia. 

    O último fato aconteceu por volta das 14h30, na rua 180 do Núcleo 15, no bairro Cidade Nova, Zona Norte.  Um adolescente identificado apenas como Igor, de 17 anos, foi morto por com vários tiros, e a namorada dele, Sara Zayne, acabou presa. Conforme testemunhas, o casal estava cometendo arrastão e foram surpreendidos a tiros por um morador da comunidade que reagiu contra a dupla.

    Testemunhas informaram, ainda que os suspeitos estavam em uma motocicleta, que era pilotada por Sara, e haviam acabado de roubar um celular de um pedestre. Igor acabou fugindo a pé e invadiu a casa de um morador, que supostamente era policial militar. 

    Igor morto com cinco tiros na Cidade Nova
    Igor morto com cinco tiros na Cidade Nova | Foto: Daniel Landazuri

    "O PM reagiu para proteger sua família. O assaltante entrou na casa dele e fez ameaças", disse uma artesã, de 45 anos, que mora no conjunto. 

    Outra moradora reconheceu Sara e relatou que a mulher foi vista na terça-feira (16), pedindo roupas e alimentos. A suspeita é que ela estava sondando a área para cometer os roubos. "Ela estava indo de porta em porta, mas acreditamos que ela estava sondando para roubar as casas", disse uma dona de casa que pediu anonimato. 

    Segundo a perícia, Igor foi atingido no pescoço, tórax, braços e pernas. O corpo dele foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

    Sara foi capturada pela população e presa por policiais da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Ela foi encaminhada ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP). A moto usado pela dupla, foi apreendida. 

    Detento

    A primeira morte aconteceu por volta das 8h, o detento do regime semiaberto Eduardo da Silva Cruz, de 24 anos, foi morto a tiros ao tentar assaltar um café da manhã, na rua Alexandre Magno, no bairro Parque 10, Zona Centro-Sul de Manaus.

    O comparsa do detento conseguiu fugir levando os pertences dos clientes e o dinheiro do caixa
    O comparsa do detento conseguiu fugir levando os pertences dos clientes e o dinheiro do caixa | Foto: Izaías Godinho

    De acordo com testemunhas, o homem chegou ao estabelecimento em uma moto preta com outro suspeito na garupa. A dupla anunciou o assalto e chegou a efetuar disparos contra os clientes. Entretanto, os criminosos foram surpreendidos por um homem armado, que estava no local. 

    O "justiceiro", que não foi identificado, atirou contra os assaltantes. Eduardo foi atingido com dois tiros. O comparsa dele conseguiu fugir levando os pertences dos clientes e o dinheiro do caixa.

    "Eles chegaram e realizaram três disparos. Pegaram o dinheiro que estava no caixa e alguns objetos dos clientes, mas na hora que estavam fugindo foram surpreendidos por um homem que estava tomando café no local.  Ainda estou em choque", afirmou uma cliente, que preferiu não se identificar.

    Conforme o delegado Rafael Allemand, titular da Seccional da Zona Centro-Sul, Eduardo tinha quatro passagens pela polícia e era monitorizado por tornozeleira eletrônica. 

    Ambos os casos serão investigados pela Polícia Civil. 

    Leia mais

    Criminoso chama por adolescente em porta de casa e o executa em Manaus

    Dupla é presa por roubos em condomínios de luxo em Manaus

    'Argentino' pistoleiro de facção é preso por 5 homicídios em Manaus

    Comentários