Fonte: OpenWeather

    Estelionato


    Vídeo: preso homem investigado por estelionato no Amazonas e Roraima

    Ex-Padre, seminarista e chefe de cozinha é preso em Manaus por estelionato. Ele fez vítimas no Amazonas e em Roraima

    Jorge Átila Toscano da Silva, cometeu crime de estelionato em Roraima e no Amazonas
    Jorge Átila Toscano da Silva, cometeu crime de estelionato em Roraima e no Amazonas | Foto: Jhonata Lobato

     Manaus - Ex-Padre, seminarista e chefe de cozinha, muitas foram os títulos de Jorge Átila Toscano da Silva, de 42 anos, que foi detido pela 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), nesta quinta-feira (25), cumprindo dois mandados de prisão preventiva, por estelionato.

    De acordo com a autoridade policial, o homem fez vítimas em Manaus, no interior do Amazonas e no estado de Roraima.

    O delegado Aldeney Goes, titular da 19º DIP, explicou que as investigações em torno dos casos tiveram início após uma das vítimas procurar a delegacia e formalizar a ocorrência de estelionato. Em seguida, a equipe passou a investigar as denúncias em nome de Jorge Átila. “

    "Verificamos a existência de Boletins de Ocorrência (BOs) registrados em algumas delegacias de Manaus, inclusive no 20° DIP. Logo entramos em contato com o titular da unidade policial, pois havia um caso recente ocorrido lá na área de abrangência e passamos a acompanhar e verificar o modo de operação do infrator”, relatou.

    “Ele não praticava estelionato de forma bruta. Sempre se aproximava da vítima e ganhava a confiança dela. Depois que ele conseguia estabelecer uma amizade, aplicava o golpe. Para conseguir a empatia das pessoas, sempre criava personagens. Ele se passava por enfermeiro, chef de cozinha e, para algumas pessoas, chegou a dizer que tinha sido seminarista e que havia estudado para ser padre”, explicou Goes.

    Vítimas mulheres

    O titular do 19° DIP informou, ainda, que o homem percebia a necessidade das vítimas, geralmente mulheres, para, depois, oferecer produtos eletrônicos, utilizando o argumento de que elas teriam facilidades para adquirir os objetos, pagando preço abaixo do valor praticado no mercado. 

    Como as pessoas já tinham um vínculo de confiança com ele, entregavam a quantia solicitada e, após receber parte do dinheiro, como entrada, o infrator desaparecia.

     Delegado Aldeney Goes, titular do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP)
    Delegado Aldeney Goes, titular do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP) | Foto: Jhonata Lobato

    “Esse indivíduo já praticou diversos estelionatos no interior do Amazonas e no estado de Roraima, fato que lhe rendeu ações penais e um mandado de prisão preventiva pelo delito. A ordem judicial foi expedida pela Comarca de Tapauá, município distante 449 quilômetros em linha reta da capital. Jorge Átila fez, pelo menos, 13 vítimas na capital, de acordo com consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública do Amazonas (Sisp-AM)”, disse o delegado.

    Prisão

    Jorge Átila foi preso na manhã de quarta-feira (24/7), por volta das 7h, na rua 19 de Novembro, comunidade Parque São Pedro, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

    A prisão ocorreu durante ação integrada, envolvendo policiais civis lotados no 19º e 20° DIPs. Aldeney Goes enfatizou que as investigações em torno do infrator duraram cerca de um mês e meio. O mandando de prisão preventiva em nome do infrator foi expedido no dia 2 de julho deste ano, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da 7ª Vara Criminal.

    Indiciamento

    O homem foi indiciado por estelionato. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio do 19° DIP, Jorge Átila será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no Km 8 da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

    *Com informações da Assessoria

    Assista a reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Samara Maciel- TV Em Tempo
     

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Homem é baleado na Balsa Laranja, Porto de Manaus

    Em Manaus, suspeita de assalto assusta passageiros da linha 640


    Comentários