Fonte: OpenWeather

    Goiás,


    Mãe presenciava estupros de filhas e era conivente, diz PC

    Os estupros eram praticados pelo companheiro da mulher. Duas, das quatro vítimas, eram filhas do suspeito

     A mulher estava em casa durante a maior parte dos abusos
    A mulher estava em casa durante a maior parte dos abusos | Foto: Divulgação

    Nesta quinta-feira (25), uma mulher foi presa em Luziânia, em Goiás, suspeita de ser conivente com estupros cometidos pelo marido contra os quatro filhos, com idades entre 5 e 12 anos. O homem, de 43 anos, é pai de duas crianças e padrasto das outras duas. 

    De acordo com a Polícia Civil, os estupros aconteceram de 2012 até o início deste ano, na casa da família. O suspeito está preso desde junho. 

    Segundo o delegado Danillo Martins, responsável pela investigação, a mãe sabia dos abusos e chegou a presenciar alguns. “Ela própria admite. Disse que uma vez entrou no quarto e viu o marido praticando atos sexuais contra uma das filhas. Ela alega que nunca denunciou nem se separou porque depende dele financeiramente e tinha medo”, afirmou. 

    Ainda segundo o delegado, a mulher estava em casa durante a maior parte dos abusos. Ela irá responder por estupro de vulnerável, mesmo crime do marido. “Ela responde pelo mesmo crime dele, uma vez que ela tinha o dever de proteger e foi omissa”, explicou. 

    Denúncia

    O caso só chegou ao conhecimento da Polícia Civil após uma denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar de Luziânia. A pessoa que realizou a denúncia disse que as crianças viviam em situação precária. 

    Ao acompanhar o caso, os conselheiros tutelares notaram algo estranho, segundo o delegado, e questionaram as crianças, que revelaram os abusos.

    O Conselho Tutelar entrou em contato com a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), que passou a investigar o caso. 

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Polícia encontra corpo de jovem levado por homens encapuzados

    Mãe descobre que filho morreu ao ver foto em grupo de WhatsApp

    Comentários