Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Reunião de evangélicos termina em morte no bairro São José, em Manaus

    A vítima foi baleada com sete tiros na tarde desta quarta-feira (31) e morreu no hospital João Lúcio

    A Polícia Milita não soube informar a motivação do crime e sem se a vítima tinha envolvimento com o trafico de drogas
    A Polícia Milita não soube informar a motivação do crime e sem se a vítima tinha envolvimento com o trafico de drogas | Foto: Suzana Martins/Em Tempo

    Manaus - Um homem, identificado como Francivaldo da Silva Cabral, conhecido como “Valdo”, de 38 anos, morreu, na tarde desta quarta-feira (31), após dar entrada no Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado, na Zona Leste. Ele foi baleado com sete tiros dentro de uma casa, localizada na Rua Janaucá, no bairro São José II, naquela mesma Zona da cidade. 

    De acordo informações de moradores do local, no momento da ação criminosa, dois pistoleiros, não identificados, chegaram em uma moto, sem placas, desceram e entraram na residência. Ao identificar “Valdo”, a dupla descarregou as munições contra o corpo da vítima à queima-roupa, que, em seguida, foi socorrida pelos amigos da célula. 

    Segundo o tenente Raynilson, da 9º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime aconteceu por volta das 13h. “Quando chegamos no local do crime, a vítima tinha sido socorrida por populares até a unidade hospitalar, morrendo logo em seguida”, afirmou. 

    Um morador da rua, que não quis ser identificado, disse ao Portal Em Tempo que a vítima estava em uma reunião de célula [encontro de um grupo evangélico para conversar sobre a palavra da Deus], e que sempre frequentava o local. 

    Outro morador afirmou que a vítima era uma pessoa tranquila. “Ele estava frequentando a célula, não fazia mal a ninguém. Eu não sei se ele errou no passado ou se devia alguém, mas ninguém merece um destino desse”, contou o jovem morador de 26 anos. 

    “Ninguém estava esperando acontecer algo desse tipo. O rapaz era tranquilo, mas a gente nunca sabe do passado dos outros. É triste!”, contou uma moradora de 45 anos. 

    A Polícia Militar não soube informar se a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas naquela região e nem a motivação do crime. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no WhatsApp. Clique aqui!:

    Vídeo mostra assaltante que quase foi linchado na Zona Leste de Manaus

    Dupla é presa novamente pela Força Tática com drogas e armas em Manaus


    Comentários