Fonte: OpenWeather

    Duplo homicídio


    Polícia prende ex-namorado de amazonense assassinada em Minas Gerais

    O homem matou a ex-namorada e o filho dela no meio da rua na noite de segunda-feira (29)

    Tereza Cristina e Gabriel Peres foram mortos em uma rua de Belo Horizonte | Foto: Reprodução/ Facebook

    Belo Horizonte - A polícia civil de Minas Gerais prendeu nesta quarta-feira (31), Paulo Henrique da Rocha, de 32 anos, acusado de matar a ex-namorada, fisiculturista de Parintins, Tereza Cristina Peres, de 44 anos e o filho dela, Gabriel Peres Mendes de 22 anos. O crime aconteceu na noite de segunda-feira (29), no bairro Ipiranga, região Nordeste de Belo Horizonte. 

    Paulo foi encontrado por investigadores da polícia civil, na região central da capital mineira, próximo ao Fórum Lafayette, com a arma usada no crime.  No momento da prisão, ele alegou que estava indo se encontrar com o advogado de defesa para se apresentar a polícia. 

    De acordo com a delegada Ingrid Estevam, responsável pelo caso, Paulo premeditou os assassinatos. Ele chegou ao local cinco horas antes e esperou pelas vítimas para cometer o crime.

    Para ela, outros pontos também indicam a premeditação como a venda de eletrodomésticos dias antes e a mala com roupas encontrada no carro. 

    O crime

    Câmeras de segurança registraram o momento que Paulo Henrique desce do carro e retira um objeto do porta-malas. Minutos depois ele aproxima e dispara contra Tereza Cristina que cai ao ser atingida com o primeiro tiro, já com a ex-namorada no chão, o suspeito atira mais três vezes.

    Não é possível ver nas imagens, mas de acordo com testemunhas, Paulo atira primeiro em Gabriel, para depois executar Tereza. 

    O laudo de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) de Minas Gerais, apontou que Tereza levou três tiros no tórax e um na cabeça. O Gabriel foi atingido com um tiro no ouvido. 

    Denúncias e ameaças

    Tereza Cristina e Paulo Henrique ficaram juntos menos de um ano e desde o fim do relacionamento ele perseguia e ameaçava a fisiculturista, que chegou a registrar pelo menos nove boletins de ocorrência. 

    Tereza tinha três medidas protetivas contra o ex-namorado. A primeira por agressão e dano materil expedido em novembro de 2017, e outros dois este ano, em janeiro por agressão física com lesão corporal; em fevereiro, após Paulo criar perfis falsos na internet de Tereza como garota de programa. 

    Paulo respondia outros inquéritos por violência doméstica, porte ilegal de arma de fogo e ameaça as outras duas ex-namoradas em 2007 e 2014. 

    Os corpos de Tereza Cristina e Gabriel Peres foram sepultados no Cemitério da Paz, no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte, na tarde desta quarta-feira (31). 

    Leia Mais 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Reunião de evangélicos termina em morte no bairro São José, em Manaus

    Dupla é presa novamente pela Força Tática com drogas e armas em Manaus


    Comentários