Fonte: OpenWeather

    Insegurança


    Após quatro assaltos na Praça da Saudade, comerciante fecha as portas

    Empresária diz que o último prejuízo é de R$ 3 mil e não acredita que a polícia faça algo para localizar os criminosos, mesmo com o registro do crime em câmeras de segurança

    "Não há segurança aqui há anos. Estamos abandonados e não podemos nem trabalhar em paz", disse Ineia
    "Não há segurança aqui há anos. Estamos abandonados e não podemos nem trabalhar em paz", disse Ineia | Foto: Divulgação

    Manaus - “Não aguentamos mais, já é a quarta vez que temos o nosso estabelecimento comercial arrobado. O trauma está grande e agora decidimos abandonar a banca. São oito anos aqui, trabalhando duro, só que dessa vez o prejuízo foi grande e não temos condições de continuar”, disse a comerciante Ineia Sales, de 42 anos, que trabalha a quase uma década em uma banca de revista, localizada na Praça da Saudade, no bairro Centro, Zona Sul de Manaus. 

    "Eu não quero mais ficar aqui, vou entregar o ponto comercial para a dona”, contou a empresária
    "Eu não quero mais ficar aqui, vou entregar o ponto comercial para a dona”, contou a empresária | Foto: Divulgação

    O último arrombamento aconteceu na madrugada de terça-feira (30), por volta das 4h. Segundo a comerciante, a praça está abandonada, sem segurança pública e privada. “Não há segurança aqui há anos. Estamos abandonados e não podemos nem trabalhar em paz. A gente luta tanto para conseguir ter um bem, uma vida melhor e acontece isso, pela quarta vez. Além do prejuízo, que por alto chega a R$ 3 mil, agora vamos lidar com o trauma. Eu não quero mais ficar aqui, vou entregar o ponto comercial para a dona”, contou a empresária.  

    Já é quarta vez que o estabelecimento comercial é arrombado
    Já é quarta vez que o estabelecimento comercial é arrombado | Foto: Divulgação

    Ainda de acordo com a mulher, o caso foi registrado no 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que está investigando o crime. "Temos imagens de segurança da noite do acontecido, mas está difícil acreditar que vão resolver", finalizou Ineia. 

    O Portal Em Tempo procurou a Polícia Militar, que, por meio de nota, informou que o patrulhamento da Praça da Saudade é realizado constantemente por viaturas motorizadas de quatro rodas da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) - unidade responsável pelo policiamento na área mencionada.

    Em relação à denúncia relatada, a PM orientou que a vítima registrasse um Boletim de Ocorrência,  no Distrito Integrado de Polícia (DIP) da área, para fins de investigação da polícia.

    Local de assassinatos

    Quem vê a movimentação na Praça da Saudade durante o dia, nem imagina que a violência impera por ali durante a noite. Só em 2019, essa parte da área central se tornou palco de roubos, assaltos e até homicídios, a motivação de parte deles é pelo tráfico de drogas que segundo a polícia é intenso no local, conforme matéria divulgada pelo Em Tempo em maio deste ano. Confira no link: Vídeo: Praça da Saudade vira ponto para homicídios no centro de Manaus

    Edição: Isac Sharlon

    Comentários