Fonte: OpenWeather

    Condenação


    Homem é preso na Compensa após roubar lanchonete no Vila da Prata

    Na ocasião, o homem e os comparsas fizeram refém um taxista de 63 anos sob ameaça, utilizando uma arma branca para obrigar a vítima a conduzi-los a diferentes pontos da capital

    Cássio foi condenado a 6 anos de prisão | Foto: Divulgação

    Manaus - Cássio Roberto Souza Pimentel, de 29 anos, foi preso na sexta-feira (16), em cumprimento a mandado de prisão, em razão de sentença condenatória, por roubo majorado, constrangimento ilegal e corrupção de menores. Ele foi capturado na rua da Paz, bairro Compensa, na Zona Oeste da capital, pela equipe de investigação do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob coordenação do delegado Aldeney Goes

    Conforme a autoridade policial, o crime ocorreu em agosto de 2016, quando Cássio cometeu as ações criminosas supracitadas, acompanhado de mais quatro comparsas, sendo um adolescente. Na ocasião, o grupo abordou e manteve um taxista de 63 anos sob ameaça, utilizando uma arma branca para obrigar a vítima a conduzi-los a diferentes pontos da capital, onde cometeriam roubos.

    De acordo com o titular do 19º DIP, o primeiro roubo efetuado pelos infratores foi a proprietários de uma lanchonete localizada no bairro Vila da Prata, zona oeste de Manaus. Em ato contínuo, os indivíduos consumaram o delito e fugiram em direção à avenida Constantino Nery, bairro São Geraldo, na zona centro-sul da cidade, onde praticaram mais um roubo. Dessa vez, a vítima foi um pedestre.

    “Após cometerem os delitos, os infratores abandonaram o taxista e tentaram empreender fuga, mas acabaram detidos e flagranteados no prédio do 19º DIP. Na ocasião, Cássio foi liberado, após ter sido concedida liberdade provisória em seu nome. Desde então, não tivemos mais notícias sobre ele. Porém, nós o localizamos hoje e o prendemos em cumprimento a mandado de prisão, em razão de sentença condenatória. Desta vez, para cumprimento de pena pelos crimes praticados”, explicou Goes.

    A ordem judicial em nome de Cássio Roberto foi expedida no dia 9 de janeiro deste ano, pelo juiz Genésio Braga Neto, da 10º Vara Criminal da Comarca de Manaus.

    Os três comparsas continuam cumprindo pena em regime fechado. E o adolescente cumpre medidas socioeducativas por atos infracionais análogos aos crimes de roubo e constrangimento ilegal.

    Condenação

    Cássio foi condenado a seis anos, dois meses e 19 dias de reclusão por roubo majorado, constrangimento ilegal e corrupção de menores. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio do 14º DIP, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

    *Com informações da assessoria 

    Comentários