Fonte: OpenWeather

    Assalto


    Em Manaus, motorista de app foge de sequestro após pedir por água

    Após quase duas horas de aflição, a vítima que sofre de hipertensão pediu dos sequestradores para comprar água em um semáforo, no bairro Manôa

    O veículo foi recuperado, a dupla levou o celular e uma pequena quantia em moedas do motorista
    O veículo foi recuperado, a dupla levou o celular e uma pequena quantia em moedas do motorista | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus - Após ser sequestrado por dois adolescentes armados com faca e arma caseira, na tarde desta quinta-feira (29),  um motorista de aplicativos conseguiu fugir da ação criminosa após pedir dos suspeitos para comprar água. O caso aconteceu na Zona Norte de Manaus. 

    “Por volta de 13h30, peguei os suspeitos no bairro Novo Israel e os levaria até o bairro Cidade de Deus. Eles aparentavam ter 15 ou 16 anos. Durante o percurso eu estranhei a atitude deles, pensei em parar e chamar a polícia, mas ele agiram antes”, disse a vítima. 

    Os criminosos anunciaram o assalto na avenida Penetração, na Cidade Nova. “Eles pediram para eu continuar dirigindo e começaram a assaltar pessoas que mexiam no celular na rua. Roubaram uma mulher na Cidade de Deus e um homem no Colônia Terra Nova”, contou o motorista. 

    Após quase duas horas de aflição, a vítima que sofre de hipertensão pediu dos sequestradores  para comprar água em um semáforo

    “Agi com muita cautela. Paramos perto de uma barraca, no Manôa, desci do carro e aproveitei e entrei em uma loja de bombons. Pedi o celular de um vendedor e liguei para polícia e depois para minha esposa e pedi para era bloquear o carro”, contou a vítima. 

    Os suspeitos viram que o carro travou na rua São Sebastião e fugiram. O veículo foi recuperado, a dupla levou o celular e uma pequena quantia em moedas do motorista. 

    Policiais do 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) fizeram buscas pelos suspeitos, mas eles não foram localizados. A vítima registrou o caso no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que deve investigar o crime.

    Comentários