Fonte: OpenWeather

    Estelionato em Manaus


    Vídeo: servidora pública é presa por fraude de mais de R$ 4 milhões

    Eva Maria utilizava os benefícios do investigador Fernando Bonates, que morreu em 1990. A mulher recebeu dinheiro por quase 30 anos

    Eva Maria embolsou R$ 4 milhões | Foto: Josemar Antunes

    Manaus- Há um mês investigando fraude na Previdência do Estado do Amazonas (Amazonprev), o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) prendeu a servidora pública Eva Maria Silva Nascimento, de 48 anos, suspeita de estelionato majorado. A polícia constatou irregularidades na concessão da aposentadoria do servidor público, o investigador Fernando Bonates. 

    Com a morte do servidor público em 1990, Eva Maria passou a receber o benefício desde 2009. Ela fez o recadastramento com endereço atual para recebimento mensal de R$ 8,9 mil. Por quase 30 anos, a servidora pública embolsou R$ 4 milhões.  

    De acordo com o presidente do Amazonprev, André Luiz Zogahib, a partir do sistema de controle interno, a instituição passou a comparar as folhas de pagamento de servidores ativos e inativos, que levou às provas do crime. 

    "Ao identificarmos a fraude, encaminhamos o caso para o DRCO, que localizou a pessoa que estava se beneficiando de recurso público de uma pessoa falecida", disse. 

    O delegado Sinval Barroso, diretor do DRCO, explicou que Eva Maria foi identificada a partir de notas fiscais. A mulher usava o cartão do falecido para efetuar compras em lojas de Manaus. 

    O delegado disse que a servidora foi identificada a partir de notas fiscais
    O delegado disse que a servidora foi identificada a partir de notas fiscais | Foto: Josemar Antunes

    "Eva Maria confessou o crime e afirmou que agiu desde o início sozinha sem ajuda de funcionário público e de banco para receber os valores indevidos", disse. 

    Eva Maria foi presa na residência dela, no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus. Com ela, a polícia encontrou o cartão de débito e uma quantia em dinheiro, além de documentos pessoais, comprovante de vida em nome de Fernando Bonates,  e contracheque do falecido. 

    O coronel Louismar Bonates, titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), confirmou que o servidor público falecido era primo do pai dele.

    Indiciamento 

    Eva Maria foi indiciada por estelionato majorado e ficará presa no Centro de Detenção Provisória Masculino e Feminino (CDPF), onde aguardará a decisão da Justiça.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/ TV Em Tempo
     


    Comentários