Fonte: OpenWeather

    Assassinato


    Membro do CV é executado por desobedecer ondem de facção em Manaus

    Cristiano, conforme testemunhas, estava traficante sem autorização dos "chefes" da facção criminosa

    O crime aconteceu na rua Álvaro Peres Filho | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - Cristiano Pereira de Oliveira, de 33 anos, foi morto a tiros, na madrugada desta quarta-feira (11), no bairro Nova Esperança, na Zona Oeste de Manaus. A polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas. 

    De acordo com a equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime ocorreu na rua Álvaro Peres Filho. Cristiano foi abordado por quatro homens, ainda não identificados, que efetuaram os disparos.

    "Os criminosos chegaram ao local e surpreenderam Cristiano com cinco tiros. A vítima morreu no local e nenhum dos pistoleiros foi reconhecido pelas testemunhas", disse um investigador da Polícia Civil.

    Conforme informações repassadas pelos peritos criminais, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a vítima foi atingida com tiros no pescoço, nas costas, na nuca, na clavícula e nas costelas.  

    Para a polícia, o crime possuí características de execução em possível acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas. A vítima já tinha passagem pela polícia por tráfico de entorpecentes. A DEHS vai investigar o crime.

    Traficando sem autorização 

    Um morador do bairro relatou ao Portal EM TEMPO que Cristiano era membro do Comando Vermelho (CV) e estava traficando drogas no local sem autorização de outros integrantes da facção criminosa. 

    "Cristiano e outros comparsas estavam vendendo drogas no local sem autorização dos ‘chefes’ do CV. Como ele desobedeceu, os caras vieram e o executaram. Nessa rua há várias bocas de fumo dominada pelo CV", disse um morador, que, por medo de represália, preferiu não se identificar.

    Procurada pela reportagem no local do velório, a família preferiu não comentar sobre o caso e pediu para a equipe sair do local. 

    Vídeo no local do crime:

    Momentos após a execução | Autor: Divulgação
     


    Comentários