Fonte: OpenWeather

    Crime


    Vídeo: homem é preso por tentar matar eletricista em Manaus

    Preso tem uma longa ficha criminal, que inclui tráfico de drogas, roubo e lesão corporal

    Em depoimento, Peteca disse que a tentativa de assassinato do eletricista foi a mando de um detento que morreu na prisão | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - Sorrindo e mostrando tranquilidade, Wuilas Freire de Oliveira, de 22 anos, conhecido como "Peteca", não se intimidou ao ser apresentado durante coletiva de imprensa, na manhã desta quarta-feira (11), no prédio do 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O jovem foi preso por tentativa de homicídio. 

    Wuilas estava sendo investigado por tentar matar um auxiliar de eletricista, de 23 anos, no bairro Jorge Teixeira 4, na Zona Leste de Manaus. O crime ocorreu na manhã do dia 9 de junho de 2018, por volta das 9h, na casa da vítima, situada na rua 3.

    Sorrindo e mostrando tranquilidade, Peteca foi preso por tentativa de homicídio em Manaus
    Sorrindo e mostrando tranquilidade, Peteca foi preso por tentativa de homicídio em Manaus | Foto: Josemar Antunes

    De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular da unidade policial, Wuilas alvejou a vítima com dois tiros de revólver calibre 38. Os tiros atingiram coxa esquerda e peito do eletricista, que foi socorrido e levado para o hospital. 

    "Wuilas já tem uma extensa ficha criminal no 30° DIP, que vai desde tráfico de drogas, lesão corporal, roubo e adulteração de sinal identificador, além de duas tentativas de homicídio. Em um dos casos, o qual está sendo investigado no mês de julho, ele tentou contra a vida de um jovem em campo de futebol conhecido como "Gavião". Entretanto, Wuilas está sendo preso por cumprimento de mandado de prisão em aberto", explicou o delegado Torquato Mozer. 

    Delegado do 30º DIP, Toquato Mozer,
    Delegado do 30º DIP, Toquato Mozer, | Foto: Josemar Antunes

    Em depoimento, Wuilas atribuiu a tentativa da morte do eletricista a mando de um homem identificado como "André", que estava preso e morreu no sistema prisional. Outro caso, ele tentou matar um homem identificado como "Peterson", no Campo do Gavião. O motivo seria por conta de uma namorada em disputa", ressaltou a autoridade policial. 

    O capitão Miquéias Mariano, subcomandante da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), informou que os policiais militares localizaram Wuilas na rua 4, no bairro Jorge Teixeira. A ordem judicial foi expedida no dia 11 de abril deste ano, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

    Wuilas foi questionado pelos jornalistas durante coletiva de imprensa, mas ele preferiu não responder às perguntas. O jovem foi indiciado por homicídio qualificado tentado. Ele ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde aguardará à decisão da Justiça.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/ TV Em Tempo
     


    Comentários