Fonte: OpenWeather

    Estupro


    Casal é preso por estupro de crianças em Iranduba

    O homem abusou de duas gerações de crianças da família da esposa, que também era conivente nos crimes

    Conforme afirmou o delegado, ao longo dos anos, o infrator cometeu novos delitos contra uma nova geração de meninas da família, bem como crianças da vizinhança | Foto: Reprodução

    Conforme afirmou o delegado, ao longo dos anos, o infrator cometeu novos delitos contra uma nova geração de meninas da família, bem como crianças da vizinhança
    Conforme afirmou o delegado, ao longo dos anos, o infrator cometeu novos delitos contra uma nova geração de meninas da família, bem como crianças da vizinhança | Foto: Reprodução

    Manaus – Policiais do Posto de Policiamento Integrado (PPI), situado em Iranduba, cumpriram na manhã desta quarta-feira (18), um mandado de prisão expedido contra o casal Evanda Campos Vieira, 57, e companheiro dela, Océlio Azevedo Vieira, 61, acusados pelo crime de estupro de vulnerável.

    A prisão ocorreu por volta das 6h30, na residência do casal, na Comunidade Iranópolis, no Km 03 da rodovia estadual AM-070.

    De acordo com o Antonio Chicre Neto, delegado titular da unidade policial, há aproximadamente 20 anos, Océlio abusou sexualmente de familiares de Evanda, que na época eram crianças de 5, 8 e 9 anos de idade.

    Conforme a autoridade policial, ao longo dos anos o infrator cometeu novos delitos contra uma nova geração de meninas da família, bem como crianças da vizinhança.

    O delegado Antonio Chicre Neto, titular da unidade policial, conta detalhes da prisão
    O delegado Antonio Chicre Neto, titular da unidade policial, conta detalhes da prisão | Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

    “Océlio se aproveitava do fato de ser proprietário de um estabelecimento comercial para oferecer dinheiro e bombons às vítimas. Ao longo das investigações foi identificado que Evanda sempre teve conhecimento do crime e era conivente com os atos errôneos do esposo. As ordens judiciais em nome de Océlio e Evanda foram expedidas no dia 13 de setembro deste ano, pelo juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da 2ª Vara de Iranduba”, explicou Chicre.

    Procedimentos

    Océlio e Evanda foram indiciados por estupro de vulnerável. Eles serão conduzidos ao prédio da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), localizada em Iranduba, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

    *Com informações da assessoria

    Comentários