Fonte: OpenWeather

    morto a tiros


    Adolescente de 16 anos morre em possível acerto de contas em Manaus

    Vítima foi atingida com três tiros e o corpo foi encontrado por um motoboy

    A vítima ainda estava agonizando antes da chegada do Samu | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - O adolescente Marcos Vinícius Lima dos Santos, de 16 anos, foi encontrado morto com três tiros pelo corpo, na noite de domingo (22), nas proximidades do Refúgio da Vida Silvestre - Sauim Castanheira, no bairro Colônia Antônio Aleixo, na Zona Leste da capital amazonense.

    Segundo informações da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a guarnição realizava patrulhamento na área por volta das 21h, quando foi acionada por um motoboy que passava pelo local. A vítima ainda estava agonizando antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

    "O motoboy estava fazendo a entrega de uma pizza para ocupantes de uma picape Saveiro, que aguardavam a encomenda nas proximidades. Ele comentou com os clientes que havia um corpo. Um dos ocupantes disse que estava sabendo e que a esposa havia passado mal ao ver o corpo. O motoboy acrescentou que ouviu um dos homens comentar que a vítima estava se envolvendo com uma mulher comprometida", disse um policial militar, que preferiu não se identificar.

    Na cena do crime, foram encontrados um brinco e um cordão feminino, além de uma faca. Os objetos foram recolhidos para serem periciados. Um homem comentou que a vítima era moradora do bairro Armando Mendes, Zona Leste, e estava recendo ameaças de morte.

    A polícia trabalha com duas hipóteses para o crime
    A polícia trabalha com duas hipóteses para o crime | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Há um grupo de, pelo menos, cinco pessoas que moram no Armando Mendes marcados para morrer. A maioria estão envolvidos com roubo e tráfico de drogas", comentou o homem, que pediu para não ter o nome divulgado.

    Durante os procedimentos da perícia criminal, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), foi constatado que a vítima foi morta com três tiros, sendo um no pescoço, um nas costas e outro na nuca.

    No Instituto Médico Legal (IML), ao Portal Em Tempo, Marilene Rêgo de Lima, de 40 anos, disse que desconhece se o filho vinha recebendo ameaças de mortes. Questionada se Marcos Vinícius usava drogas ou tinha passagens pela polícia, ela preferiu não responder.

    "Eu não sei quem fez isso com o meu filho. Agora ele está morto por motivo que desconheço. O meu filho tinha tudo em casa e não precisão estar no mundo do crime", disse.

    Em consulta ao Sistema Integrado de Operações de Segurança Pública (Sisp), consta que o adolescente já tinha passagem por adulteração de sinal identificador veicular. O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

    A polícia trabalha com duas hipóteses para o crime. O primeiro um possível acerto de contas relacionados ao tráfico de drogas. A segunda seria de crime passional.

    O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Imagens de câmeras de segurança nas proximidades do crime devem ajudar nas investigações.

    Comentários