Fonte: OpenWeather

    Morta a tiros


    Vizinho mata cozinheira a tiros por vingança na Zona Oeste de Manaus

    O crime ocorreu na avenida Laguna e foi motivado por vingança

    A cozinheira Mirvane Silva de Souza, de 45 anos, foi assassinada com quatro tiros,
    A cozinheira Mirvane Silva de Souza, de 45 anos, foi assassinada com quatro tiros, | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - A cozinheira Mirvane Silva de Souza, de 45 anos, foi assassinada com quatro tiros, na noite de domingo (22), no bairro Nova Esperança, na Zona Oeste de Manaus. O crime ocorreu por volta das 22h, na avenida Laguna, e foi motivado por vingança.

    Mirvane estava conversando com dois homens, quando resolveu se ausentar para comprar algo, supostamente entorpecentes. Ao retornar, a cozinheira foi surpreendida a tiros por um homem, identificado como Zinho Ijuma Rozeno, de 27 anos.

    Após os disparos, Zinho e o comparsa fugiram do local. Porém, a fuga de Zinho foi frustrada por policiais militares da 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Outro suspeito, ainda não identificado, conseguiu fugir.

    De acordo com o subtenente Carlos Oliveira, da 19ª Cicom, Zinho confessou o assassinato e atribuiu a uma vingança de cinco anos
    De acordo com o subtenente Carlos Oliveira, da 19ª Cicom, Zinho confessou o assassinato e atribuiu a uma vingança de cinco anos | Foto: Josemar Antunes

    Zinho foi preso pela autoria e apresentado no 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP). A arma de fogo usada no crime não foi encontrada.

    De acordo com o subtenente Carlos Oliveira, da 19ª Cicom, Zinho confessou o assassinato e atribuiu a uma vingança de cinco anos.

    "Zinho afirmou que estava planejando matar Mirvane há cinco anos, após ela mandar traficantes de um beco espancá-lo. Ele disse que tentou matá-la no beco, mas como também morava no mesmo local preferiu esperar para se vingar", explicou o subtenente Carlos Oliveira. 

    O marido da vítima, um homem de 44 anos, que é cadeirante, disse que Mirvane não tinha inimigos no bairro. Ele negou a versão de Zinho e que a companheira não fazia uso de drogas.

    Conforme informações da perícia criminal, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), Mirvane foi atingida com quatro tiros, sendo um nas costas, um no ombro e dois na mão direita.

    O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), para exames de necropsia. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) registrou o caso.

    Comentários