Fonte: OpenWeather

    Operação


    SSP-AM faz operação em invasão dominada pela FDN, em Manaus

    A invasão está atingido uma área da reserva Adolpho Ducke. A polícia também procura por dois corpos que possivelmente estão enterrados no local

    Policiais realizam frequentes operações na região desde o inicio da semana
    Policiais realizam frequentes operações na região desde o inicio da semana | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - Na manhã desta sexta-feira (27), equipes da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) realizaram uma operação na invasão Monte Horebe, localizada atrás do conjunto Viver Melhor, na Zona norte de Manaus. O local é conhecido pela alta criminalidade e por ser uma área de domínio da facção criminosa Família do Norte (FDN).

    A SSP não informou o motivo da operação, sendo que há duas hipóteses:  a busca por dois possíveis corpos no local. A segunda se refere ao avanço da invasão na área da reserva Adolpho Ducke.

    Na terça-feira (24), o Portal EM TEMPO denunciou que, sob o comando do crime organizado, a invasão Monte Horebe começou a ocupar e destruir uma área pertencente à Reserva.

    A reportagem esteve no local e constatou uma série de crimes ambientais, como desmatamento e queimadas recentes, destruição de Áreas de Preservação Permanente e construção em local não edificável.

    Além dos crimes ambientais, a Polícia Civil apura o envolvimento de criminosos em outros delitos. "Temos informação de que há uma liderança de organização criminosa que atua em homicídios e tráfico de drogas. Isso está sendo investigado junto com o Departamento de Repressão ao Crime Organizado", disse a delegada Carla Biaggi, titular da Dema.

    Iniciada em 2015 a ocupação já tem aproximadamente 106 hectares, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). 

    Conforme a denúncia feita ao Portal EM TEMPO, a FDN dividiu a região em lotes e distribuiu para membros do grupo, falsos indígenas, imigrantes venezuelanos e haitianos.

    Invasão é situada nos fundos do conjunto Viver Melhor, na Zona Norte
    Invasão é situada nos fundos do conjunto Viver Melhor, na Zona Norte | Foto: Josemar Antunes

    A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) articula estratégias para coibir as práticas ilícitas na área. As forças federais devem ser acionadas para atuar nas ações de combate.

    Crimes

    A polícia ainda busca por dois corpos no local. Leilson de Souza Marinho, de 35 anos, e Sádia Reis Barros, de 11 anos, estão desaparecidos desde a tarde da última segunda-feira (16). Traficantes da área levaram à força Leilson de casa após a enteada acusá-lo de estupro.

    Entretanto, após supostamente matar e enterrar Leilson em uma área de mata da invasão, os traficantes teriam descoberto que a menina havia mentido e, por esta razão, também pode ter sido morta. Posteriormente a isso, vídeos com ambos vivos foram divulgados, com os dois ainda sendo procurados pela polícia, além dos criminosos.

    Comentários