Fonte: OpenWeather

    Prisão em Manaus


    Vídeo: primos foram mortos por passarem informação do CV à FDN

    A polícia prendeu Idomar Silva Fernandes, um dos envolvidos no triplo homicídio. Outros suspeitos também já foram presos

    Idomar foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva | Foto: Josemar Antunes

     Manaus - Idomar Silva Fernandes, de 40 anos, foi preso e apresentado na manhã desta sexta-feira (27), durante coletiva de imprensa pelo envolvimento em um homicídio. O crime ocorreu no dia 29 de novembro de 2018, em uma área de mata do conjunto Tiradentes, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

    As investigações apontam que Idomar teve participação nas mortes de Igson Batalha Lima, de 18 anos, e dos irmãos Lucas Custódio de França, de 23 anos, e Sarah Feitosa Custódio, de 19 anos.

    O trio foi sequestrado por Idomar e outros membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV). As vítimas foram torturadas e executadas por disparo de arma de fogo.

    Os executores acreditavam que as vítimas estariam repassando informações para integrantes da organização criminosa Família do Norte (FDN).

    De acordo com o delegado Charles Araújo, adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Idomar foi preso na segunda-feira (23), em cumprimento de mandado de prisão preventiva, na comunidade União, no bairro Flores, na Zona Centro-sul da capital.

    "Essa investigação desenrola desde novembro de 2018. As vítimas foram sequestradas por, pelo menos, nove pessoas, que utilizaram dois carros. O trio foi levado para uma área de mata do conjunto Tiradentes para ser torturado e executado de forma cruel", explicou a autoridade policial.

    O delegado Charles Araújo, adjunto da DEHS
    O delegado Charles Araújo, adjunto da DEHS | Foto: Josemar Antunes

    O delegado ressaltou, ainda, que dos nove envolvidos, dois são adolescentes. Durante as investigações, um dos menores de idade foi morto.

    "As investigações estão quase finalizadas. Todos os envolvidos foram apresentados à Justiça. Um deles, Raimundo Rivaldo, vulgo "Cafezinho", está preso no Pará (PA). Agora, os suspeitos aguardam à decisão da Justiça", disse o delegado Charles Araújo.

     A ordem judicial foi expedida pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Idomar foi preso com apoio da Rondas Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), após uma abordagem policial.

    À Imprensa, Idomar negou qualquer participação nos crimes. Ele foi indiciado por homicídio triplamente qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da rodovia federal BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/ TV Em Tempo
     


    Comentários