Fonte: OpenWeather

    Novo Aleixo


    Em Manaus, morre garçonete baleada após testemunhar assassinato em bar

    Vítima estava trabalhando, quando se assustou com os tiros e acabou sendo morta pelos assassinos por ser a única testemunha do crime

    Além da garçonete baleada, um homem morreu com um tiro na nuca | Foto: Divulgação

    Manaus - A garçonete Elana Nalanda Araújo de Araújo, de 21 anos, morreu, após ser alvejada com três tiros, na noite deste domingo (29), nas dependências de um bar, onde trabalhava, na avenida Autaz Mirim, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Um homem, que também estava no estabelecimento comercial, morreu no local com um tiro na nuca.

    O crime ocorreu por volta das 21h30 quando dois homens chegaram ao local a pé. Em seguida, um dos suspeitos efetuou um disparo de arma de fogo na nuca de Arnado Repolho da Silva, de 30 anos. A vítima morreu na hora.

    Na mesma ação criminosa, Elana, que estava mexendo no celular, se assustou com os tiros. Por conta disso, o segundo pistoleiro efetuou três tiros contra a garçonete. Os criminosos fugiram sem serem identificados.

    Elana foi socorrida pela proprietária do bar e levada para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, Zona Leste da capital. A garçonete foi atingida com tiros no pescoço, tórax e abdômen e não resistiu aos ferimentos.

    Ao Portal Em Tempo, Elli Cassiano Araújo, de 37 anos, tia e madrinha da vítima, disse que a jovem trabalhava no bar há três meses e não tinha envolvimento com drogas. Ela acredita que Elana foi morta por testemunhar o assassinato.

    "A minha sobrinha estava trabalhando quando foi baleada. Ela se assustou com tiro que matou um homem no bar. É possível que os criminosos a mataram para não ficar como testemunha, temendo serem reconhecidos", explicou a tia da vítima.

    O corpo da vítima foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), na manhã desta segunda-feira (30), o que revoltou os familiares pela demora.

    A motivação dos assassinatos será investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). As imagens de câmeras de segurança próximo ao local do crime devem ajudar na elucidação e identificação dos autores.

    Comentários