Fonte: OpenWeather

    Perigo no trânsito


    Sobe para 5 o número de arrastões em ônibus nas últimas 36h em Manaus

    Um dos motoristas foi atingido com um tiro no ombro ao tentar pedir socorro de pessoas que estavam do lado de fora do veículo

    Em todos os casos os criminosos estavam armados
    Em todos os casos os criminosos estavam armados | Foto: Divulgação

    Manaus - A capital amazonense, nos últimos 2 dias, sofreu com arrastões em seu transporte público. Da noite de segunda-feira (28) até a noite dessa terça (29), cinco ônibus das linhas 560, 030, 047 e 448 sofreram nas mãos de homens armados, que realizaram arrastões nos veículos. A última ocorrência foi na manhã desta quarta na linha 325.

    Primeiro a linha 560 passou pelo susto, ainda na segunda feira. No mesmo dia, a linha 030 foi alvo de criminosos. Fechando os arrastões de segunda, a linha 030 foi atacada. Já na noite de terça-feira, a linha 448 foi alvo de assaltantes armados com facas. 

    Linha 325

    A linha 325 foi atacada na manhã desta quarta-feira (30). Três suspeitos entraram no ônibus na avenida Torquato Tapajós e anunciaram o assalto. O motorista tentou chamar a atenção das pessoas que estavam fora no ônibus, com o intuito de pedir socorro, e acabou baleado.

    Um policial à paisana prendeu um dos envolvidos, enquanto outros três fugiram. O motorista foi atingido de raspão no ombro e não corre risco de morte.

    A linha 448 

    Segundo passageiros, quatro homens anunciaram o assalto na avenida Max Teixeira, no bairro Cidade Nova, Zona Norte. Os suspeitos estavam armados com facão e uma arma de fabricação caseira e iam de cadeira em cadeira pedindo os pertences. Durante a ação, os suspeitos perguntavam ao motorista se ele tinha família e que não era para fazer gracinhas.

    Ainda segundo testemunhas, os suspeitos desceram com os pertences na estrada do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em uma Zona de mata fechada. Após dez minutos, as viaturas chegaram ao local.

    Devido ao susto que os presentes passaram, duas passageiras desmaiaram. Uma delas precisou ser levada para o hospital, enquanto a outra foi atendida por um dos passageiros, que fez massagem cardíaca.

    "Eu vi um deles passando de forma agressiva para o lado do motorista, e vi que tinha coisa estranha. Depois os outros vieram lá de trás fazendo a limpa com o pessoal e anunciando o assalto. Tinha muita gente no ônibus, a maioria estudante vindo da faculdade. Eles foram bem abusados e batiam na cabeça de quem queria olhar para eles. Um menino que estava na nossa frente levou um tapa e outro do nosso lado ficou sem o sapato e a bolsa", disse uma passageira, que preferiu não ter o nome divulgado. 

    Os assaltos de segunda-feira (28)

    Primeiro, a linha 560 foi alvo do arrastão, no bairro Cidade Nova. Segundo testemunhas, o suspeito armado entrou no ônibus na avenida Max Teixeira, anunciando o assalto logo após.

    A linha 047

    Em seguida, a linha 047 foi atacada por uma dupla de homens, que chegou até mesmo a ameaçar matar os usuários presentes no ônibus, chegando a colocar a arma na cabeça do motorista. O caso ocorreu no bairro Mutirão, Zona Norte da capital.

    Os suspeitos estavam em uma motocicleta quando interceptaram o ônibus. Toda a ocorrência ocorreu quando o veículo se aproximava do ponto final, com poucas pessoas ainda dentro do ônibus.

    A linha 030

    A última das unidades a sofrer o arrastão foi atacada por 4 homens, todos armados, no bairro Cidade Nova. Durante a ação, eles usaram de muita violência, chegando a dar coronhadas nos passageiros, sendo necessários cuidados médicos.

    De acordo com as testemunhas, os suspeitos entraram no ônibus no Terminal 3 anunciando o assalto pouco depois. Todos os casos foram registrados no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

    Comentários