Fonte: OpenWeather

    Foragido


    Vídeo: preso em Manaus planejava matar delegado e policiais de SE

    O homem estava sendo investigado desde 2014. Ele foi preso no Distrito

    O preso durante apresentação no 29ºDIP
    O preso durante apresentação no 29ºDIP | Foto: Kennedson Paz

    Manaus - O foragido da justiça de Sergipe (SE), Roberto Fraga de Santana, de 45 anos, foi preso, na manhã de quarta-feira (6), por volta das 10h30, no Distrito Industrial, na área da Zona Leste de Manaus. Ele estava sendo procurado por envolvimento com o tráfico de drogas e comercialização ilícita de armas de fogo.

    A prisão foi realizada em uma ação conjunta entre policiais da Delegacia Regional de Lagarto, de Sergipe, e do 29° Distrito Integrado de Polícia (DIP). 

    Durante as investigações, foi constatado que Roberto planejava assassinar um delegado e policiais civis de Sergipe. A ordem judicial foi expedida em agosto deste ano pela Juíza Aline Reis Fonseca Soares, da Comarca de Lagarto (SE).

    Segundo o delegado Jeff Mac Donald, titular do 29° DIP, o homem estava sendo investigado desde 2014. 

    “Em 2014, após a morte de três irmãos, Roberto assumiu o comando do tráfico de drogas na região e, além de traficar drogas e armas, estava planejando o atentado contra o delegado e a equipe que participou da intervenção, que resultou na morte dos irmãos. Com isso, foi solicitado o mandado de prisão em nome dele, mas o suspeito fugiu para Manaus, onde estava levando uma vida comum”, explicou o Jeff.

    À polícia, Roberto negou as acusações e disse que veio para Manaus porque a mãe dele mora na capital amazonense. Questionado se o homem estava realizando alguma pratica criminosa na cidade, o delegado afirmou que está fazendo um levantamento sobre o caso. 

    “Ainda não temos essa informação, mas vamos fazer um levantamento para saber se tem algum Boletim de Ocorrência registrado no nome dele na cidade de Manaus. Ele nega os crimes”, concluiu o delegado. 

    Roberto foi indiciado por tráfico de drogas e comércio ilegal de armas de fogo. Após o término dos procedimentos na delegacia, o suspeito deverá ser encaminhado à audiência de custódia para, posteriormente, ser transferido para uma unidade prisional em Sergipe.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/ TV Em Tempo
     


    Comentários