Fonte: OpenWeather

    Investigação


    11 dias sem respostas e assassino de Heloísa segue foragido, em Manaus

    Família da jovem encontrada morta e com sinais de tortura, em um casarão, no Centro de Manaus, voltou a procurar a imprensa para buscar informações sobre o paradeiro do principal suspeito do crime: Michael Saboia de Souza, de 19 anos

    Manaus - 11 dias após encontrarem o corpo da estudante de técnico em enfermagem Heloísa Medeiros da Silva, de 17 anos, com sinais de estrangulamento, em um casarão na rua Miranda Leão, bairro Centro, Zona Sul de Manaus, os familiares da adolescente clamam por justiça e por respostas da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) sobre o paradeiro do principal suspeito do crime, apontado pela família e procurado pela polícia local como Michael Saboia de Souza, de 19 anos. 

    Heloísa foi encontrada morta no dia 15 de dezembro deste ano com sinais de estrangulamento e tortura
    Heloísa foi encontrada morta no dia 15 de dezembro deste ano com sinais de estrangulamento e tortura | Foto: Divulgação

    Vanusa Medeiros, de 38 anos, a mãe de Heloísa, disse ao Portal Em Tempo que a PC-AM informou à família que está realizando buscas diariamente nas ruas. A mãe questiona a demora da polícia em localizar o principal suspeito do crime e a falta de informações sobre os trâmites do caso. 

    “Eu não tenho respostas. Já vi a polícia prender suspeitos de outros casos que aconteceram depois desse crime, e hoje faz 11 dias que encontrei o corpo da minha filha e esse homem ainda não foi preso”, desabafou Medeiros. 

    Para ela, a polícia disse que intimou a avó de Michael, dona da casa onde aconteceu o crime. “Não sei o que ela falou em depoimento. Se a polícia realizou procedimentos eu não estou sabendo de nada. Vou lutar e buscar por informações até as minhas últimas forças. Quero que o Michael seja punido e pague pelo crime. Busco a ajuda da imprensa e da população para divulgar a imagem dele, para que ele seja preso”, apelou.

    Fábio Medeiros, tio da adolescente encontrada morta, contou que a família está sem atualizações sobre as investigações e que é muito difícil para a família saber que o assassino da sobrinha está solto nas ruas. “Não temos informação de nada. Só sabemos que tem muitas pessoas à procura dele, mas não sabemos onde encontrar esse desgraçado. Queremos Justiça”, enfatizou. 

    Relembre o caso 

    Heloísa desapareceu no dia 12 de dezembro, quando deixou uma casa noturna no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus, acompanhada de Michael Saboia. A família informou à imprensa que não conhecia o homem e que acreditava que ele era amigo ou namorado da adolescente. 

    O corpo da vítima foi encontrado na madrugada do dia 15 de dezembro em um casarão na rua Miranda Leão, no bairro Centro, seminu e com sinais de estrangulamento e indícios de tortura: a adolescente teve as unhas arrancadas e os cabelos cortados. 

    Michael Saboia é o principal suspeito do crime
    Michael Saboia é o principal suspeito do crime | Foto: Divulgação

    Um dia após o encontro do cadáver, a PC-AM divulgou a imagem de Michael como principal suspeito do crime. 

    Na ocasião, o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), explicou que o tio de Michael contou à polícia que o suspeito ligou pedindo que fosse até a casa da avó dele pois estaria precisando conversar sobre um assunto urgente. No entanto, ao chegar no casarão, o homem se deparou com o corpo de Heloísa coberto por um lençol azul e acionou a polícia.  

    Nota 

    Questionada pela reportagem sobre o andamento das investigações em torno do caso, a assessoria de imprensa da PC-AM informou que, de acordo com o delegado Paulo Martins, Michael continua foragido. 

    A polícia destacou que diligências estão sendo realizadas e, no momento, mais informações não poderão ser repassadas para não comprometer o andamento das investigações.

    Martins informou, ainda, que o advogado de Michael afirmou à polícia que, após ele declarar que iria se apresentar na especializada, o jovem não entrou mais em contato e é considerado foragido.

    Comentários