Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Companheiro da sobrinha de 'Zé Roberto da FDN' é preso em Manaus

    O homem é apontado como o companheiro de Vanessa Fernandes Soriano, sobrinha do narcotraficante. A mulher foi presa pelas equipes do DRCO em setembro do ano passado

    Delegado Sinval Barroso, diretor do DRCO, comentou a prisão
    Delegado Sinval Barroso, diretor do DRCO, comentou a prisão | Foto: Divulgação


    Manaus - Após 8 anos foragido, o traficante Gilly Cleuson de Souza Costa, de 33 anos foi preso na manhã desta terça-feira (14), por volta de 9h30, em sua residência situada na travessa das Juremas, Conjunto Kíssia, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste da capital. O homem é apontado como o companheiro da sobrinha do narcotraficante “Zé Roberto da Compensa”.

    Conforme informações do delegado Sinval Barroso, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), após constatarem um mandado de prisão pendente em nome de Gilly, as equipes iniciaram as investigações para localizar e prender o criminosos.

    “Verificamos que o indivíduo havia sido condenado a seis anos e oito meses de reclusão, por tráfico de drogas - crime ocorrido em 2008. Durante todo esse tempo, ele estava em local incerto. Sendo assim, iniciamos as investigações para cumprir a ordem judicial. Na manhã desta terça-feira, conseguimos realizar a prisão do infrator” explicou o delegado 

    A companheira, identificada por Vanessa Fernandes Soriano, foi presa pelas equipes do DRCO em Setembro do ano passado (2019) também por tráfico. 

     Vanessa Fernandes Soriano obrigava moradores de invasões a venderem drogas
    Vanessa Fernandes Soriano obrigava moradores de invasões a venderem drogas | Foto: Divulgação


    O mandado de prisão preventiva em nome de Gilly, foi expedido em junho de 2012, pela juíza Lídia de Abreu Carvalho Frota, da 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

    Durante a ação da polícia, uma picape de modelo S10, na cor branca e Placas PHU-7A40, foi apreendida pelos policiais civis.

    Gilly Cleuson foi condenado a seis anos e oito meses de reclusão, em regime fechado por tráfico de drogas. Após os procedimentos cabíveis na DRCO, ele foi encaminhado para audiência de custódia no Fórum Ministro Enoch Reis, situada no bairro São Francisco, Zona Sul.

    Comentários